quarta, 18 de julho de 2018

Denúncia derruba diretor dos Correios

20 SET 2010Por 19h:48

Brasília

O diretor de operações dos Correios caiu. O presidente da estatal, David José de Matos, afirmou ontem que o coronel Eduardo Artur Rodrigues Silva vai deixar o cargo. O anúncio foi feito no dia em que o jornal O Estado de S. Paulo revelou que o diretor é testa de ferro do empresário argentino Alfonso Rey, que vive em Miami, na Master Top Linhas Aéreas (MTA), personagem da crise que derrubou a ex-ministra Erenice Guerra. Os documentos obtidos pela reportagem mostram que o coronel participa de um esquema de empresas de fachada no Brasil, no Uruguai e nos EUA para ocultar a propriedade estrangeira e facilitar o funcionamento da MTA no Brasil.
“Ele disse que vai sair porque a família dele está destroçada. Assim que eu receber a carta, vou levá-la a quem de direito”, disse o presidente dos Correios. Matos disse que não vai tentar impedir a saída do coronel Artur. “Pedir para quê? Não vale a pena. Não adianta dizer a verdade (para a imprensa)”, disparou.
O coronel admitiu conhecer o empresário Alfonso, mas negou que seja “testa de ferro”. “Nunca fui dono, nem presidente, nem sócio da MTA. Me mostre qualquer documento que prove isso”, desafiou.

Leia Também