Campo Grande - MS, quinta, 16 de agosto de 2018

PONTA PORÃ

Dengue mata 35 pessoas no Paraguai e causa preocupação na fronteira

1 MAI 2011Por EDILSON JOSÉ ALVES00h:00

As autoridades sanitárias do Brasil e Paraguai estão atuando de forma conjunta para evitar nova epidemia de dengue. Em Ponta Porã caiu o número de casos confirmados, mas em Pedro Juan Caballero existe uma grande preocupação, já que no ano passado a doença matou seis pessoas. Neste ano, em todo território paraguaio a dengue já causou 35 óbitos.
Em entrevista ao Correio do Estado, o secretário municipal de Saúde de Ponta Porã, Josué da Silva Lopes, disse que até a sexta-feira passada 100 casos tinham sido notificados no município, mas apenas 10 foram confirmados como sendo dengue. Ele disse que a redução ocorreu em virtude dos mutirões desenvolvidos no ano passado, quando o índice de infestação atingiu a alarmante marca de 28%.
A situação crítica está no lado paraguaio da fronteira. O chefe da 13ª Região de Saúde, Ruben Medina Franco, informou que agora estão desenvolvendo ações como no Brasil. Ele ressaltou que estão sendo realizados mutirões em doze bairros da zona sul. Na sexta-feira, as atividades ficaram concentradas em nove bairros da região norte de Pedro Juan Caballero.
Franco explica que o número de casos neste ano é menor que no ano passado, mas a situação é preocupante com cerca de 400 casos notificados. Em todo o país a dengue já matou 35 pessoas neste ano, sendo que no ano passado na divisa com Ponta Porã foram contabilizadas seis mortes.
Por outro lado o secretário de Saúde de Ponta Porã, Josué Lopes, informou que estão sendo desenvolvidos trabalhos em conjunto com os paraguaios. Na quinta-feira passada ele acompanhou o lançamento dos mutirões em Pedro Juan Caballero. Na oportunidade, o governador do Departamento del Amambay, Ancho Ramirez, disponibilizou quinze caminhões para retirada de entulhos nos bairros da cidade.
Lopes disse que o Brasil também está fazendo doação do veneno que combate o mosquito aedes aegypti, transmissor da dengue. “O governo do Estado está colaborando com as autoridades paraguaias e nós temos atuado de forma conjunta para evitar que nossa região seja acometida mais uma vez por uma epidemia de dengue”, ressaltou.
 

Leia Também