Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, segunda, 19 de novembro de 2018

Demóstenes diz que é vítima de 'máquina de moer reputação'

3 JUL 2012Por AGÊNCIA BRASIL17h:15

Em mais uma tentativa de convencer os colegas a votar contra a cassação de seu mandato, o senador Demóstenes Torres (sem partido-GO) sustentou hoje (3) que as gravações da Polícia Federal que servem de prova contra ele foram manipuladas e obtidas de forma ilegal. Segundo o senador, a divulgação de trechos das gravações na imprensa serviram para manchar sua imagem. Demóstenes disse que, combinadas, as ações desenvolvidas pela Polícia Federal e pela imprensa tornaram-se uma “máquina de moer reputação” da qual ele foi vítima. “O título da transcrição virava título das manchetes”, reclamou o senador, referindo-se aos agentes da Polícia Federal responsáveis pela gravações.

Desde ontem (2), Demóstenes, que tinha optado pelo silêncio, deixando a maior parte das declarações para seus advogados, adotou a estratégia de falar, todos os dias, na tribuna do Senado. O objetivo é tentar reverter a possibilidade de cassação de seu mandato. “Reafirmo a todos que sou inocente e que o tempo provará isso”, reafirmou hoje, em discurso, o senador.

Ele reclamou que seu direito à ampla defesa não foi respeitado pelas instâncias de investigação. “Para me investigar ilegalmente, utilizou-se tecnologia de ponta. Para me julgar, usam métodos medievais”, disse Demóstenes, que também reclamou de não ter obtido do Conselho de Ética uma perícia nas gravações, solicitação feita pela defesa durante o processo de quebra de decoro que resultou no pedido de cassação.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também