Segunda, 18 de Junho de 2018

DEM dá ultimato e ameaça expulsar Paulo Octávio

17 FEV 2010Por 07h:39
A Executiva Nacional do DEM foi clara: deu prazo até amanhã para que todos os filiados deixem seus cargos no governo do Distrito Federal. Todos. Mas o diretório regional discorda. A diretoria do partido no DF defende a permanência do governador em exercício, Paulo Octávio, filiado ao DEM e que assumiu o cargo após a prisão do titular José Roberto Arruda (sem partido). De acordo com o secretário- geral do DEM do DF, Flávio Couri, a Executiva Nacional não fez qualquer comunicado à direção regional do partido. “Não há nenhuma orientação clara quanto a isso. O governador em exercício, Paulo Octávio, está cumprindo um dever constitucional”, disse. O vice-governador – e expresidente do DEM no DF - assumiu o governo distrital na última quinta-feira (11) sob a mira de quatro processos de impeachment na Câmara Legislativa. Agora, também sofre pressão para deixar o DEM ou o governo.

Leia Também