Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Delcídio caminha com rivais e revolta petistas

18 AGO 10 - 06h:01
Sílvio Andrade, de Corumbá

O senador Delcídio do Amaral (PT) fez ontem corpo a corpo em Corumbá ao lado de lideranças do PMDB e agravou as diferenças com o PT local. Ele ainda participou de carreata pelas ruas da cidade com candidatos e militância dos partidos rivais. “Eu não rejeito apoio de ninguém, afinal meu slogan é ‘senador de todos”, disse, tentando explicar sua aproximação com os adversários.
O mal estar do senador com os petistas de Corumbá veio à tona na campanha, mas existe desde a eleição passada, quando Delcídio reclamou da falta de apoio dos correligionários de sua terra. Em reuniões com vereadores de Corumbá, o senador, recentemente, deixou claro que não tem compromisso com a administração do prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT), porque não é chamado para discutir os projetos políticos na sua base eleitoral.
Já os petistas, liderados pelo prefeito e pelo deputado estadual Paulo Duarte (PT), alegam que o senador ignora o diretório municipal, com quem não se reúne há algum tempo. “Para nós o Delcídio é unanimidade, mas somos sempre preteridos de suas agendas, e agora estamos alijados de sua campanha”, reclamou o presidente municipal do partido, Wilton Panovitch.
Ontem, a maioria das lideranças que recepcionou Delcídio no aeroporto de Corumbá foi do PMDB e de coligados ao partido do governador André Puccinelli (PMDB). Todos o acompanharam na caminhada pelas ruas Frei Mariano e Delamare. No final da tarde, juntou-se a ele o deputado estadual Paulo Duarte (PT) em uma carreata aonde ambos eram conduzidos por camionete dirigida por um vereador do PMDB.
No ato confundiam-se bandeiras e adesivos do PT e do PMDB. Apesar do clima tenso, a Polícia Militar, que acompanhou a movimentação, não registrou nenhum incidente entre os dois grupos.
Logo atrás do carro de Delcídio e Paulo Duarte, o candidato do governador André Puccinelli à Assembléia Legislativa, médico Oséas Ohara (PMDB), sorria e acenava para as pessoas. O PMDB aposta em Ohara para tirar votos de Duarte. À noite, depois de participar de uma reunião com o petista, Delcídio tinha agenda confirmada com Ohara.
O senador declarou se achar no direito de fazer uma campanha independente em âmbito estadual, buscando parcerias para aliança forte em favor do Estado. Disse que a carreta foi solicitada à Justiça Eleitoral pela coordenação de sua campanha e a participação de outros partidos expressa o reconhecimento de seu trabalho.
“Meu mandato é abrangente, é natural que todas as forças políticas se integram, se somam a campanha, o que se acentua em minha cidade”, justificou. “Não ouço partidos quando trabalho pelos municípios, trabalhei com prefeitos sem ver cara e coração, como diz aquela música”. O PT de Corumbá reclama, no entanto, que o senador não vincula seu voto aos candidatos do partido.
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Ovos mexidos cremosos serve para o café da manhã ou jantar
RECEITAS

Ovos mexidos cremosos serve para o café da manhã ou jantar

SAÚDE

Café pode ser um aliado na perda de peso

Estudo feito na Universidade da Inglaterra, analisou os efeitos de um copo de café
CIÊNCIA

Pesquisadores defendem abordagem personalizada para o envelhecimento

Estudiosos da Universidade do Arizona sugerem levar em conta todas as variáveis que impactaram a trajetória do paciente
Receita de flan de leite condensado com pêssego
SOBREMESA

Receita de flan de leite condensado com pêssego

Mais Lidas