Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Delcídio acredita em virada de jogo na sucessão estadual

24 ABR 10 - 06h:21
LIDIANE KOBER

O senador Delcídio do Amaral (PT) acredita na possível virada do jogo na disputa pelo Governo do Estado ao analisar a pesquisa do Ibrape feita para o Correio do Estado, que aponta vantagem de 18 pontos percentuais a favor do governador André Puccinelli (PMDB) contra o ex-governador José Orcírio dos Santos (PT). “É possível ver claramente a evolução da nossa candidatura. Basta fortalecer a pré-campanha, principalmente, em Campo Grande, para virar o jogo”, disse.
No levantamento, Puccinelli surge com 54% das intenções de votos e Orcírio, com 36%. Em agosto de 2009, o petista figurava com 30% e em outubro, com 34%. Enquanto, o atual governador estacionou na margem de 54%. No interior do Estado, a diferença entre os rivais cai para 15% e, na Capital, aumenta para 24%.
“Por enquanto, o Zeca (Orcírio) está olhando muito  para o interior, mas vamos fortalecer nossa atuação em Campo Grande”, garantiu Delcídio. “Todos nós vamos trabalhar na Capital e eu me incluo nisso”, completou. Neste final de semana, o PT realiza encontro da juventude em Campo Grande, com a presença do ex-ministro José Dirceu (PT). Já ontem à noite, o partido reuniu as lideranças em Aquidauana.

Propaganda antecipada
Além do senador, avaliaram de forma positiva a pesquisa o pré-candidato petista e o deputado federal Vander Loubet (PT). “Mesmo com volume de propaganda do André, o Zeca começou a disputa praticamente no mesmo patamar que o Delcídio terminou a eleição, em 2006”, comentou Vander. “Estou há três anos e meio afastado do Governo, portanto, da mídia. Ao contrário do meu adversário, que tem massificado sua propaganda. E as pesquisas, todas, indicam que meu eleitorado está crescendo a cada dia”, reforçou Orcírio.
Vander ainda acredita na tendência de mais crescimento ao vincular a candidatura do ex-governador às ações do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. “A pesquisa indica que 45% do eleitorado quer votar no candidato do Lula”, explicou.
Os petistas também afirmaram que, nas ruas, a tendência dos eleitores é outra. “O pesquisador procura o eleitor em sua casa e seu perfil, geralmente, é de quem acompanha as informações pela televisão ou jornal. Neste caso, ele só vê o André. Ao contrário do eleitor circulante que, em sua maioria, é favor do Zeca”, disse Vander.
José Orcírio engrossou a teoria. Para ele, neste momento, as pesquisas podem não representar um panorama fidedigno da tendência do eleitorado, “porque falta muito tempo para as eleições e nem sequer os nomes dos concorrentes foram apresentados”. “A tendência de queda nas intenções de voto do atual governador se revela na voz das ruas”, opinou. “Há um alto e claro sentimento popular por mudança. No dia 3 de outubro, vamos ver isso nas urnas”, apostou.
Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Senado aprova reforma da Previdência em segundo turno
TEXTO-BASE

Senado aprova reforma da Previdência em segundo turno

Presos em operação tentaram extorquir R$ 5 milhões de vítimas
MÉDICOS, POLÍTICOS E ADVOGADOS

Presos em operação tentaram extorquir R$ 5 milhões de vítimas

MEC divulga horário de provas do Enem em cada estado
EVITE ATRASO

MEC divulga horário de provas do Enem em cada estado

Crise do PSL trava projeto de reforma do Hotel Campo Grande, diz prefeito
PARADO

Crise do PSL trava projeto de reforma de hotel, diz prefeito

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião