Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

CAMPO GRANDE

Defesa Civil aponta 13 áreas sensíveis
a alagamentos

15 JAN 14 - 00h:00DA REDAÇÃO

Campo Grande tem 13 áreas críticas para ocorrência de enchentes e alagamentos, segundo a Defesa Civil municipal. Um mapeamento do órgão indica que em todas as regiões da cidade há ao menos um local onde o risco de inundações é iminente a cada chuva e todas são próximas a leitos de córregos ou rios. As regiões sul e oeste são as mais afetadas, segundo reportagem na edição de hoje (15) do jornal Correio do Estado.

No lado oeste de Campo Grande, há cinco áreas com risco potencial: Avenida Rádio Maia, na Vila Popular; Avenida Capibaribe, no Sílvia Regina; o Bairro Jardim Imá; o Santo Antônio e o Coophatrabalho. Todas essas localidades são cortadas pelos córregos Imbirussu e Serradinho e já sofreram com problemas decorrentes de fortes chuvas e temporais.

O sul de Campo Grande tem quatro áreas problemáticas: o Bairro Marcos Roberto; o Jockey Clube; o Lago do Amor e a Avenida Guaicurus. Em cada um desses pontos, os estragos aparecem a cada precipitação um pouco mais pesada. A população sofre, já que tem suas casas invadidas pela água. No caso do Lago do Amor e da Avenida Guaicurus, carros já chegaram a ser arrastados.

A região é cortada pelo Rio Anhanduí que, por ser o maior leito d’água de Campo Grande, é o receptor de todas as bacias da cidade. Em períodos de chuva, o rio não suporta o escoamento que recebe de toda a cidade e transborda. Vários trechos do leito, que corta a Avenida Ernesto Geisel (Norte/Sul), estão com erosão que já atingem a pista de rolamento da via. A previsão é de que dentro de uma semana seja publicada a licitação que vai contratar a empresa responsável pela revitalização. A reportagem é de Lucia Morel.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Operação da Polícia Civil já prendeu mais de 30 pessoas em MS
AÇÃO

Operação da Polícia Civil já prendeu mais de 30 pessoas em MS

Agente penitenciário é executado quando ia para o trabalho
NA FRONTEIRA

Agente penitenciário é executado quando ia para o trabalho

Enquanto bairros estão sem iluminação pública, postes de praça ficam acesos 24h
UNS COM TANTOS, OUTROS SEM NADA

Bairro não tem luz, mas postes de praça ficam acesos 24h

ECONOMIA

ANTT atualiza tabela do frete após aumento do preço do diesel

Mais Lidas