Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, sexta, 16 de novembro de 2018

Justiça

Decretada prisão preventiva de bando que matou jovens

4 SET 2012Por Gabriel Maymone08h:05

A juíza Saskia de Oliveira decretou a prisão preventiva de cinco pessoas acusadas de envolvimento no assassinato dos universitários Leonardo Batista Fernandes, de 19 anos, e Breno Luigi Silvestrini de Araújo, 18, ocorrido na última quinta-feira (30).

Dayane Aguirre Clarindo, Weverson Gonçalves Feitosa, 22, e Rafael da Costa Silva, 22, Raul Andrade Pinho, 18 anos, estão presos e um adolescente de 17 anos, apreendido.

Segundo a decisão, a prisão dos envolvidos é uma forma de garantia da ordem pública. Segundo a magistrada, “considerando que se vislumbra prova da existência do crime e indício suficiente de autoria; corroborando pela gravidade do delito, insegurança que causa na sociedade; ademais, por se revelarem inadequadas e insuficientes as medidas cautelares diversas, previstas no art. 319 do CPP; ainda em especial, visando garantir a ordem pública; cumpre acolher o parecer ministerial”.

Os acusados abordaram os estudantes na saída de um bar, no Bairro Miguel Couto, na noite de quinta-feira, com objetivo de roubar a caminhonete Pajero. As vítimas foram levadas até o macroanel, onde foram executadas com um tiro na cabeça.

Rafael é apontado pela polícia como o autor dos disparos, Dayane como participante, Weverson seria o mentor e Raul dava apoio à quadrilha. Eles foram indiciados por corrupção de menores, formação de quadrilha, roubo qualificado, latrocínio e ocultação de cadáver. 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também