Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

Decisão que encerrou CPI não tem respaldo da lei, diz juiz

Decisão que encerrou CPI não tem respaldo da lei, diz juiz
23/01/2010 08:02 -


O juiz Vinícius Santos Silva, da 7ª Vara da Fazenda Público do Distrito Federal, reagiu ontem à manobra da base aliada ao governador José Roberto Arruda, que se aproveitou de uma decisão judicial sua para enterrar a CPI da Corrupção. A decisão judicial determinou o afastamento da investigação de oito deputados distritais citados no inquérito que apura denúncias da operação Caixa de Pandora. “A decisão está dirigida ao reconhecimento de nulidade dos atos praticados especificamente nas comissões do processo de impedimento do governador. Não encontro possibilidade racional, séria, de se interpretar extensivamente o que decidido para alcançar situações outras, não descritas nos autos”, afirmou o juiz. “Não pode uma das partes, utilizando-se de manobras indevidas, criar a seu bel-prazer uma segunda decisão que atenda a seus interesses. Se não está satisfeita com a resposta jurisdicional, que busque a Instância Superior. O que as partes não podem fazer é atentar contra a dignidade da Justiça”, concluiu.

Felpuda


Nos bastidores poderosos, comentários são de que dois pretensos pré-candidatos estão deixando em polvorosa quem tinha quase certeza de que tudo estava em total “céu de brigadeiro”. Assim, enquanto ambos se movimentam aqui e acolá, o lado de lá está pensando no que fazer para evitar futuro confronto. Vale ressaltar que a dupla tem experiência que só no campo de guerra das eleições – e o desempenho não ficou a desejar.