Quinta, 22 de Fevereiro de 2018

CONSUMIDOR

Débitos não autorizados ainda lideram queixas nos bancos

20 OUT 2010Por Infomoney07h:30

Débitos não autorizados continuam sendo os principais motivos das reclamações contra bancos, divulgadas pelo Banco Central. Em setembro, das 966 reclamações procedentes contra todos os bancos do País, 114 eram sobre essa operação, que representou 11,8% do total.

Do total referente a esse tipo de reclamação, 36 foram contra o Bradesco e o mesmo número contra o Banco do Brasil. Em seguida estão o Itaú, com 19 reclamações sobre débitos não autorizados, a Caixa Econômica Federal, com 12 reclamações desse tipo, e o Santander, com 9 queixas.

O Safra e o HSBC empataram com uma reclamação procedente sobre débitos não autorizados registrada em setembro.

Em agosto, débitos não autorizados também estavam em primeiro lugar do ranking, com 117 queixas, 12,9% do total de 905 reclamações procedentes de todos os bancos daquele mês.

Outras reclamações
Já a reclamação com o segundo maior número de incidência foi a que se refere à Circular 3289, que trata de esclarecimentos incompletos ou incorretos, com 70 ocorrências – ou 7,25% do total.

Neste caso, as instituições que mais tiveram reclamações desse tipo foram BMG, com 32 reclamações, Banco do Brasil (10), Bradesco (5), Itaú (3) e Banco GE Capital (3). Os bancos Bonsucesso, Votorantim, Societe Generale e Santander empataram com duas reclamações desse tipo.

Já os bancos Safra, Pine, Rural, Panamericano, Caixa Econômica Federal, Banrisul, BNP Paribas, Schahin e Semear registraram uma reclamação cada.

Em terceiro, com 65 reclamações, ficaram as operações não reconhecidas, que representaram 6,72% do total de queixas.

Leia Também