sábado, 21 de julho de 2018

Saúde

Dados da Anvisa mostram que 20% de medicamentos do País são ilegais

2 OUT 2010Por 08h:00

EVELYN SOUZA

A comercialização de remédios falsificados já não se reserva apenas a camelódromo ou ao Paraguai. Hoje já é possível ver farmácias vendendo esses tipos de medicamentos, que além de iludir o consumidor, não resolvem o problema, o que pode agravar a situação.

De acordo com o presidente do CRF-MS (Conselho Regional de Farmácia de Mato Grosso do Sul), Ronaldo Abraão, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) já tem dado atenção especial para esse tipo de situações. “ O número de medicamentos em farmácias é assustador. O serviço está tão especializado que às vezes nem mesmo os farmacêuticos conseguem distingui-los”.

Diante de casos como esses, a Anvisa em parceria com CRF/MS (Conselho Regional de Farmácia de Mato Grosso do Sul), CFF (Conselho Federal de Farmácia) e Indústrias Farmacêuticas, realizaram no último dia 30, um workshop com o tema “Combate aos Medicamentos Irregulares”. Na ocasião, os profissionais tiveram a oportunidade de adquirir conhecimentos teóricos e práticos sobre os medicamentos falsos, seus riscos e principalmente, como identificar e combater essa prática que invade o mercado de medicamentos.

Dados revelados pela Anvisa mostram ainda que 20% dos remédios que circulam no País são ilegais. O presidente do Conselho alerta para que toda a população denuncie práticas como essas. As denúncias podem ser feitas no Procon, Delegacia do Consumidor ou pelo próprio Conselho de Farmácias do estado, pelo telefone (067) 3325-8090.

Confira áudio entrevista Cultura AM:


 

Leia Também