Segunda, 18 de Dezembro de 2017

Custo médio de manter um carro foi de R$ 12 mil em 2013

13 JAN 2014Por carrobonito03h:00

Manter um carro nunca foi fácil, pois muitos são os custos que existem nesse processo. Aliás, o custo de manter um automóvel em 2013 foi mais de 12 mil reais. Foi, ao todo, um aumento superior aos parâmetros da inflação que é detectada pelo IPC, Índice de Preços ao Consumidor.

A FIPE, por sua vez, presenciou um aumento de 3,88%, fazendo um paralelo entre janeiro e dezembro do ano anterior. O que ocorre é que são muitos os custos que um veículo traz, como despesas com combustível, manutenção, seguros, tributos, entre outras coisas que pesam no bolso da pessoa.

Na parte de serviços, para termos uma ideia, o gasto foi de 5,93%. É muita coisa. Os combustíveis também tiveram um aumento de preço equivalente a 5,72% ainda mais caros. Seja lá como for, o que mais aumentou o custo em manter um carro foram dois setores específicos: o estacionamento por hora, que teve um acréscimo de valor de 6,62%, e o setor de lavagem com um aumento de preço de 14,2%.

Outro ponto interessante de ser comentado é que as concessionárias começaram o ano com IPI reduzido, ou seja, com os mesmos valores do ano passado. Não houve o reajuste do imposto sobre Produtos Industrializados.

O presidente da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores do Ceará (Fenabrave-CE), Fernando Pontes, afirmou que as unidades do Ceará ainda são escassas em relação a isso. O problema, com efeito, é que, de acordo com os cálculos da montadora, com o primeiro reajuste do IPI, o preço de custo para manter um carro terá um aumento de 1,1%.

Até os carros da categoria popular, que possuem alíquota mais baixa, tiveram um aumento de 3% para 01 de janeiro. Um exemplo que ilustra bem é a seguinte situação: um automóvel que vale 30 mil passaria a ter um custo a mais de R$ 330.

Leia Também