Campo Grande - MS, domingo, 19 de agosto de 2018

qualidade de vida

Custo de vida de Campo Grande é um dos mais caros do País

9 MAI 2011Por EDIVALDO BITENCOURT, CORREIO DO ESTADO00h:02

Famosa pela boa qualidade de vida, belos parques e amplas avenidas, Campo Grande não é uma cidade barata para se viver. O custo de vida é um dos mais caros entre as 27 capitais brasileiras. Os 786.797 habitantes, conforme o Censo 2010 do IBGE, pagam o maior valor do País pelo botijão do gás de cozinha, energia elétrica e serviços de água e esgoto. O campo-grandense paga a segunda tarifa do transporte coletivo mais cara do Brasil. Também são caros os ingressos para o cinema, a cesta básica de alimentos e o táxi.

A conta de luz do campo-grandense é a mais cara entre as capitais brasileiras. Conforme a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o kW/h custa R$ 0,43062, valor 118% superior aos R$ 0,19729 cobrados dos moradores de Macapá, no Amapá. O metro cúbico de água tem o maior valor entre as 13 capitais pesquisadas pelo Correio do Estado. Dez metros cúbicos custam R$ 24,80, valor 185% superior aos R$ 8,70 cobrados em São Luiz (MA). Até Brasília, famosa pelo alto custa de vida, cobra menos pela água: R$ 15,90.
 

Leia mais no Jornal Correio do Estado

Leia Também