Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

POLÍTICA

Cuide dos cabelos, eles também envelhecem

Cuide dos cabelos, eles também envelhecem
06/04/2010 20:45 -


O cabelo é uma estrutura viva, que tem relação com todo o organismo, portanto, são suscetíveis à ação do tempo – com o passar dos anos, os fios tendem a ficar quebradiços, mais finos e sem volume.

Antes de cometer excessos, lembre-se de que sol, sal, cloro, vento e areia são inimigos mortais dos cabelos. Os raios ultravioletas penetram até o interior do fio, onde estão os pigmentos naturais ou artificiais (se forem tingidos), deixando os cabelos desbotados, ásperos e sem brilho. Assim, além de se preocupar em proteger a pele é preciso lembrar das madeixas, ressalta o dermatologista Valcinir Bedin, presidente da Sociedade Brasileira para Estudos do Cabelo, autor do livro "Cabelo – Tudo que você precisa saber".

Atenta a esses problemas, a Avon acaba de lançar a linha Advance Techniques Anti-idade, que oferece ação reparadora, restaurando a maciez e a saúde dos cabelos.

Composta por xampu, condicionador e elixir, os lançamentos são direcionados às mulheres que apresentam as madeixas enfraquecidas e sem vitalidade. Toda a linha foi desenvolvida no Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Suffern – EUA, e apresenta formulações e tecnologias exclusivas.

"Pesquisas dos nossos cientistas mostraram que a combinação de alguns princípios ativos, como a creatina e a tecnologia de peptídeo, atuam na preservação dos fios, fortalecendo e nutrindo os cabelos. Com base nesse resultado, desenvolveram a nova linha de tratamento capilar, com ingredientes que protegem os cabelos contra a ação do tempo", explica Rodolfo Melo, gerente da categoria de Cuidados dos Cabelos e Pessoais, da Avon Brasil. (SC)

Felpuda


Apesar de ainda fazer certo charme no estilo “se chamar, vou pensar” é praticamente certo que ex-candidato ao governo do Estado nas eleições passadas não participará da disputa pela Prefeitura de Campo Grande. Nos meios políticos é falado que não se trata de “novidade” e que não haverá mais cavalo encilhado passando na sua frente. Ele ainda insinua que poderá voltar em 2022, mas há quem diga que não precisará pensar, pois faltará a tal da “chamada”.