Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Cuidados essenciais

10 JUL 10 - 20h:44
n Mantenha o animal protegido do frio, da umidade, do vento (se necessário, providencie roupas próprias para animais);

n Evite dar banhos nos dias frios ou então secar o animal utilizando um secador;

n Evite aglomerações de cães durante o inverno e isole os animais doentes;
n Leve-o para passear na rua nos horários mais quentes;

n Se o cão ainda não estiver protegido contra esta doença, vacine-o o mais rápido possível.

n Aprenda a interpretar os sinais que seu bicho apresenta

n Fique atento ao corpo e ao comportamento do seu cachorro, isso é fundamental para saber se ele se sente bem ou se tem algum problema, por instinto, cães e gatos não demonstram que têm do, então cabe ao dono perceber os sintomas.

n Dicas de quando algo não vai bem:

n Pelagem: Alergias, alterações hormonais e várias doenças deixam o pelo sem brilho, caindo demais ou com falhas. Fique atento;

n Orelhas: Otite é uma infecção comum nos cães. Eles coçam, a orelha fica fedida e com manchas vermelhas;

n Olhos: Na velhice, podem apresentar manchas brancas ou azuis, que indicam catarata;

n Rabo e genitália: Não levantar o rabo pode indicar dor. Infecção no útero faz as fêmeas lamberem a genitália. Machos que urinam sangue podem ter infecção;

n Patas: Alergia faz o cão lamber as patas. Se o animal treme, pode ser artrite.
Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

CORREIO DO ESTADO

Confira o editorial desta terça-feira: "O pragmatismo sempre vence"

ARTIGO

Flavio A. Sandi: "Os limites e a liberdade na educação"

Professor
OPINIÃO

Renata Bento: "Estamos mais ansiosos"

Psicóloga

Felpuda

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião