Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

POLÍTICA

Cuidado com as doenças infecciosas

Cuidado com as doenças infecciosas
17/02/2010 07:25 -


Também no verão, a tosse canina e a erliquiose aparecem com bastante frequência: a primeira porque muitos animais ficam confinados em pet shops ou mesmo em residências, enquanto a erliquiose é uma doença transmitida pelo carrapato, que no verão costuma se proliferar mais nos ambientes. Campeã em popularidade A leptospirose, uma doença infecciosa bastante conhecida, é uma zoonose, isto é, pode ser transmitida dos animais para os humanos. A transmissão se dá por meio do contato com a urina de ratos infectados e pela ingestão de água e alimentos contaminados. Os sintomas mais evidentes são icterícia (mucosas amareladas), febre, dor muscular, falta de ânimo e, com a evolução do processo, o cão pode apresentar diferentes graus de comprometimento renal. A imunização anual ou semestral dos cães está no topo da lista de providências a ser tomadas para prevenir a doença. O mercado disponibiliza várias opções de vacina, que incluem a proteção contra a doença. Elas são conhecidas normalmente como V8 e V10. Além da leptospirose, a primeira vacina previne a cinomose, hepatite infecciosa, adenovírus 2, parainfluenza, parvovirose e coronavirose e a segunda possui antígenos contra mais dois tipos de leptospirose. Alimentar o animal em horários determinados – não deixando a ração à vontade e retirando os restos depois que o animal terminar a refeição – é outra dica importante, pois os restos de alimento atraem os roedores. Lavar o ambiente dos cães com cloro, evitar acúmulo de lixo, não permitir o acúmulo de água parada, ou ambientes úmidos, e fechar buracos entre telhas e rodapés também são atitudes que auxiliam no controle de roedores. Se o caso for de tratamento da doença nos animais, serão necessários o uso de antibióticos e a hospitalização do pet infectado, inclusive como garantia de que não haja transmissão para o homem. Mesmo depois de tratado, o cão pode ser portador da leptospirose por até um ano, por isso é indispensável o acompanhamento do médico veterinário, inclusive para aconselhamento no trato do animal para evitar infecções posteriores à sua recuperação.

Felpuda


Pré-candidato pode estar sendo “fritado” sem ao menos perceber. Redes sociais que têm estreitas ligações com ex-cabecinhas coroadas e que prometeram apoio estão enaltecendo que só certo pré-candidato de outro partido. Quem conhece as ditas figurinhas de, digamos, outros carnavais, acredita que está em curso operação sorrateira para mudar internamente os rumos da futura campanha. Trocando em miúdo: ceder a cabeça de chapa.