Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, sexta, 16 de novembro de 2018

Arquitetura

Cuba livre proporciona charme extra para banheiros e lavabos

2 SET 2012Por Band00h:00

Conterrânea de uma antiga e sofisticada vasilha portuguesa, a cuba caiu nas graças de decoradores e agora dá um charme especial em banheiros e lavabos. Seja de apoio ou de sobrepor, elas capturam olhares pelo design diferenciado.

"Cubas de sobrepor são as que ficam encaixadas na bancada, já as de apoio, como o nome já diz, ficam apoiadas e mais altas. As duas estão na moda", afirma a arquiteta Natália Shinagama.

Disponíveis em formas e modelos variados, elas dão uma graça original em banheiros, mas antes da instalação é preciso verificar as dimensões do espaço. Segundo Natália, adaptar a cuba em uma pia já existente é muito difícil.

O mais usual é escolher um modelo e depois uma bancada para ele. "O corte da bancada deve ser feito de acordo com o modelo de cuba escolhido. A furação do ralo também muda", diz a arquiteta.

Mas nada impede que a instalação seja feita sobre aquela pia antiga, desde que as medidas sejam modificadas. "O ideal seria repaginar o mármore da bancada, alterando medidas de saia e frontão, e adaptá-lo ao conceito e design da nova cuba", afirma a arquiteta Maithiá Guedes.

Novas funções
Lavabos e banheiros são os locais mais indicados para as cubas, a cozinha não é o lugar delas, de acordo com a arquiteta Natália. Mas, em projetos de lojas ou restaurantes, a peça pode adquirir novas funções.

"Ela pode ser utilizada como algo decorativo em uma pia externa de alguma loja, bar ou restaurante", diz Maithiá.

A torneira certa
Junto com a cuba, vale a pena também escolher o modelo da torneira, porque nem sempre elas são compatíveis. A bica de algumas torneiras são muito curtas, outras são maiores. Alguns modelos têm bicas horizontais, enquanto outras são viradas para baixo.

O ideal é escolher uma torneira alta em relação ao modelo da cuba. Torneiras que sejam inclinadas são melhores porque dão bom escoamento. O mais importante é saber aliar estética com funcionalidade.

"Seja de cerâmica, acrílico ou resina, para a cuba funcionar direitinho é preciso dar atenção especial à torneira, que deve ter boa altura ou ser encaixada na parede", afirma a arquiteta Natália. 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também