Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, quarta, 12 de dezembro de 2018

Cronograma da siderúrgica em Três Lagoas será debatido dia 25

4 MAR 2010Por 04h:59
Diretores da Votorantim Siderurgia participaram ontem de reunião com a prefeita de Três Lagoas para definir alguns detalhes para a execução do projeto da instalação da Siderúrgica Três Lagoas, em parceria com o Grupo Grendene. Além da prefeita, participaram da reunião o superintendente da Votorantim Siderurgia, Albano Vieira; o gerente de manutenção integrada, Emerson Ribeiro Ferreira; o gerente-geral de tecnologia, Evandro Ferreira de Souza; e a vice-prefeita e secretária de Desenvolvimento Econômico, Márcia Moura. De acordo com a prefeita, os representantes da Votorantim Siderurgia marcaram audiência pública para o dia 25, que contará com a presença do governador André Puccinelli (PMDB). Durante a audiência, será apresentado o cronograma da instalação e o início das obras da Sitrel. Fibria bate recorde Com menos de um ano em operação, a fábrica de celulose de Três Lagoas, a Fibria, quebrou mais um recorde de produção. A unidade ultrapassou o recorde mundial, produzindo 1,3 milhão de toneladas de celulose, tornando- se a primeira do mundoatingir esta marca. Com investimentos de mais de R$ 3 bilhões, a unidade começou a ser construída em fevereiro de 2007 e entrou em operação em março de 2008. Em fevereiro último, a empresa, que nasceu da união da Votorantim Celulose e Papel e Aracruz Celulose, recebeu a visita do presidente Lula. Além de Três Lagoas, a Fibria opera em mais cinco estados: Rio Grande do Sul, São Paulo, Minas Gerais, Espírito Santo e Bahia. Atualmente a Fibria em Três Lagoas envia diariamente mais de três mil toneladas de celulose para exportação, através da ferrovia com destino ao Porto de Santos. Cerca de 70% da produção é destinada à exportação e o restante vendido para a fábrica de papel da International Paper, instalada na mesma área, na BR 395, entre Três Lagoas e Brasilândia, que produz 200 mil toneladas de papel por ano. Durante a visita do presidente Lula, a direção da empresa não descartou a possibilidade de a ampliação da unidade ser antecipada. A região onde está instalada a nova fábrica da Fibria tem capacidade para suportar até três plantas de celulose, incluindo o projeto de expansão, previsto para 2013, com uma nova linha de produção, com capacidade de até 1,5 milhão de toneladas de celulose por ano. Outras duas indústrias estão previstas, a da Florestal Serviços Florestais, que já pediu licença prévia para a construção de unidade no município, e a da Portucel, que ainda não definiu local e cogita inclusive o Uruguai.
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também