Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, domingo, 18 de novembro de 2018

NATAÇÃO

Criança quebra recorde de Phelps aos 10 anos de idade

24 JUL 2012Por TERRA00h:00

No último domingo, o jovem Carson Foster, 10 anos, fez história em um evento regional de natação nos Estados Unidos. Em uma competição estadual da modalidade realizada em Oxford, Ohio, Foster venceu sete provas, todas quebrando recordes da categoria de atletas de 9 a 10 anos. Em duas delas - 50 m borboleta e 100 m borboleta - o menino protagonizou a superação de marcas nacionais, uma delas de Michael Phelps.

Nos 100 m borboleta, Foster superou o recorde estabelecido por Phelps - medalhista de ouro em 14 ocasiões até hoje - há mais de dez anos por 1s30. Além disso, de acordo com notícia publicada no site Cincinnati.com, o jovem superou uma marca que durava 16 anos nos 50 m borboleta. Em 1996, Mujahid El-Amin registrou 30s55 na prova, tempo abaixado por Foster, que concluiu o percurso em 30s26.

Além dos dois títulos com recordes nacionais, o menino de 10 anos fez o melhor tempo da competição estadual nos 50 m costas, 50 m livre, 100 m livre, 200 m livre e 200 m medley - nesta, ele obteve também a melhor marca do estado de Ohio. Carson Foster começou a ter aulas particulares de natação aos dois anos de idade e passou a praticar o esporte competitivamente aos quatro anos. Ao Cincinnati.com, o jovem declarou que seu nadador favorito não é Michael Phelps, mas Ryan Lochte, maior rival da estrela da delegação americana de natação 

"Eu nado porque é divertido e eu posso passar bastante tempo com os meus amigos", disse o menino. Carson Foster compete pelo Cincinnati Marlins, equipe de natação fundada em 1961 que formou 18 nadadores que integraram a delegação olímpica americana desde 1968 e conseguiram um total de 23 medalhas na competição. Além disso, os atletas revelados no time da cidade de Cincinnati quebraram 15 recordes mundiais do esporte.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também