Domingo, 25 de Fevereiro de 2018

TRÊS LAGOAS

Criança morre com tiro enquanto brincava com a arma do pai

28 OUT 2010Por RÁDIO CAÇULA10h:22

Um menino de 10 anos morreu na noite desta quarta-feira (27) em Três Lagoas com um tiro na cabeça quando brincava com sua irmã de cinco anos com a arma de seu pai. O incidente aconteceu por volta das 18h40 na residência da família situada à Rua José Brito Leal no bairro Santa Terezinha.

Segundo informou a polícia, os pais das crianças saíram para trabalhar deixando os filhos sob os cuidados dos avós maternos que residem na casa ao lado de onde aconteceu a tragédia.

Os irmãos estavam brincando na parte externa da residência momento em que os avós I.S e A.C escutaram um disparo de arma de fogo vindo da casa de sua filha E.S.S. Em seguida, a menina de cinco anos começou a pedir ajuda, pois o seu irmão estava caído perto das telhas.

I.S foi até a casa da filha que fica no mesmo quintal e encontrou o neto R.V.S de bruços perdendo muito sangue. Desesperada, ela chamou o marido que desvirou o menino e achou o revólver que estava embaixo do seu corpo.

O Corpo de Bombeiros e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) estiveram na casa prestando os primeiros socorros ao menino que foi encaminhado ao Hospital Auxiliadora.

Devido a gravidade do ferimento, R.V.S não resistiu vindo a óbito ao dar entrada no Pronto Socorro.

O corpo do menino foi levado para o Instituto de Medicina e Odontologia Legal (IMOL) para ser submetido ao exame necroscópico sendo constatado que ele foi atingido por um tiro na cabeça.

Após ser liberado o corpo de R.V.S foi levado para uma das salas do Velório Municipal onde está sendo velado por familiares e amigos. A avó da criança passou mal sendo necessário ser socorrida ao hospital para ser medicada.

Policiais da Rondas Ostensivas e Táticas do Interior (Rotai) e a Pericia Técnica da Polícia Civil acompanhada pelo delegado Messias Pires dos Santos Filho compareceram no local para realizar os trabalhos de praxe, bem como colher informações com testemunhas para elucidar o caso.

A arma de calibre 32 de propriedade do pai da criança R.V.S de 39 anos foi apreendida.Conforme a polícia, o revólver com capacidade para seis tiros estava com duas munições intactas e duas deflagradas.

O pai do garoto disse à polícia que a arma é devidamente registrada e estava guardada em cima do guarda-roupas de seu quarto. Além do revólver, foi apreendida uma réplica de uma pistola, a qual pertencia ao menino.

O delegado responsável pelo caso solicitou exames residuográficos dos avós e da irmã da vítima. O laudo deverá ficar pronto em 30 dias.

Leia Também