Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, sábado, 15 de dezembro de 2018

OCORRÊNCIA TRÁGICA

Criança morre atropelada em avenida

29 JUN 2010Por 07h:24
Michelle Rossi

Jean Carlos Saldanha Mercado, 6 anos, morreu atropelado ontem, por volta das 13h, na Avenida Gury Marques, num trecho depois do Bairro Cidade Morena, quase em frente à fábrica de tintas da Velutex. Ele foi atingido por um caminhão-guincho, com placa de Dourados. O veículo trafegava sentido São Paulo e não teve tempo de frear – estava numa velocidade de aproximadamente 80 quilômetros por hora.

Com a violência da batida, Jean foi arremessado por 30 metros e teve morte instantânea por traumatismo craniano, apresentando, inclusive, perda de massa encefálica. Outro atropelamento, no mesmo trecho da avenida, foi registrado no início deste mês, mas a vítima, o menino Breno Miguel Conceição de Souza, 5 anos, sofreu apenas escoriações leves. Ele voltava da escola quando foi atingido por um carro de passeio. Moradores da região cobram um redutor de velocidade para o trecho que é usado por estudantes da Escola Estadual Isaura Higa, no Bairro Cidade Morena.

Segundo relatos do motorista do caminhão-guincho, Raimundo de Souza Lima, 54 anos, havia um grupo de crianças brincando na margem da avenida, inclusive a irmã do menino morto, Laura Saldanha Gomes, 11 anos – que nada sofreu fisicamente, mas foi encaminhada para unidade de saúde, pois estava em estado de choque. “Eu ainda fiquei prestando atenção no grupo de crianças que estava bem perto da margem da avenida, porque achei aquilo perigoso, quando de repente o menino veio pelo lado esquerdo, devia estar no canteiro e foi atravessar a avenida. Eu nem vi o menino, só ouvi o barulho. Não deu tempo nem de frear”, disse o motorista, que há 30 anos está no ramo. “Eu nunca me envolvi num acidente como esse”, desabafou Raimundo, que havia trazido um carro para Campo Grande e estava voltando para Dourados.

Não havia marcas de frenagem na pista e existe a possibilidade de as crianças estarem brincando com bola na hora do acidente, mas todas saíram do local depois do fato, ficando apenas a irmã de Jean aguardando por socorro. O motorista foi encaminhado à Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) para prestar depoimento. Segundo o delegado que atendeu o caso, Miguel Said, o motorista deve responder por homicídio culposo (acidental).

Trecho perigoso
No dia 9 de junho, o Correio do Estado noticiou o atropelamento de Breno Miguel Conceição de Souza, 5 anos, no mesmo trecho da Avenida Gury Marques, quando ele voltava para casa depois do turno na Escola Estadual Isaura Higa, no Bairro Cidade Morena. Ele ficou internado por oito dias. “Tivemos sorte porque meu filho graças a Deus está em casa bem. Esse trecho da avenida é muito perigoso, tem a escola (Isaura Higa) do lado de lá (no Bairro Cidade Morena) e muitas crianças têm de atravessar a pista porque moram nos bairros do outro lado”, explicou a mãe de Breno, que cobra uma solução. “É preciso instalar uma lombada aqui neste trecho para as crianças atravessaram a avenida com segurança”, disse.
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também