Sábado, 24 de Fevereiro de 2018

BALANÇO

Cresce volume de apreensões de animais vítimas do tráfico

23 NOV 2010Por anahi zurutuza03h:50

Apreensões de animais silvestres vítimas do tráfico em Mato Grosso do Sul aumentaram quase seis vezes este ano em relação a média de bichos apreendidos por ano, de 2000 a 2009. De acordo com balanço da Polícia Militar Ambiental (PMA), até a semana passada, 1.657 pássaros haviam sido "salvos" dos traficantes. Em 2009, foram 388 animais apreendidos e, por ano, a média 300 espécimes retirados das rotas do tráfico.

Em 2010, a PMA registrou a maior apreensão dos últimos dez anos. A ocorrência foi em setembro, na BR-262. Dois comerciantes foram flagrados, pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), transportando 1.236 canários-da-terra em um camionhete F250. Os pássaros estavam sendo levados para São Paulo. "Foi essa apreensão que fez o número de animais vítimas do tráfico recuperados disparar este ano", afirma o relações públicas da PMA, capitão Queiroz.

 Papagaios
Para Queiroz, a apreensão dos canários foi inusitada, já que no Estado, os papagaios são as maiores vítimas do tráfico. "Nem sabemos se aqueles canários eram de Mato Grosso do Sul. Acreditamos que os traficantes estavam os trazendo da Bolívia, mas, como a apreensão foi realizada em território nacional a gente conta em nossa estatística".

Segundo as estatísticas da Polícia Militar Ambiental, este ano, 192 papagaios que estavam sendo levados para fora de MS foram recuperados. Em 2009, foram 194 e, em 2008, 434 pássaros da espécie.

A última apreensão de 2010 aconteceu na semana passada. Policiais militares ambientais de Batayporã, em fiscalização no município de Anaurilândia prenderam o traficante Luciano Vitor dos Santos com 107 aves silvestres (papagaios, araras, pássaros pretos e tucanos) prontas para serem transportadas para fora do Estado. O flagrante foi na quinta-feira passada e Luciano admitiu que desde domingo (14) estava na cidade capturando os animais para levar para o interior de São Paulo.

A pena para quem trafica animais é de seis meses a um ano de prisão e mais multa de R$ 500 por espécime. Se o animal for considerado em extinção, o traficante pode receber acréscimo de seis meses à detenção e terá de pagar multa de R$ 5 mil por animal apreendido.

 Cras
Todos os animais apreendidos pela PMA e PRF em Mato Grosso do Sul são encaminhados para o Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (Cras), localizado no Parque dos Poderes, em Campo Grande. No local, os bichos recebem tratamento de saúde, alimentação e passam pelo processo de reabilitação para, depois, voltarem à natureza.

Leia Também