domingo, 22 de julho de 2018

CRÉDITO

Cresce número de consumidores da classe C com cartão

13 OUT 2010Por Infomoney12h:00

O cartão como alternativa de crédito tem crescido entre as classes econômicas. Pesquisa do Ibope com o Target Group Index revela que entre 2005 e 2009 houve expansão de 8 pontos percentuais do produto financeiro tanto entre a classe AB como entre a classe C.

A pesquisa mostra que, em 2005, 66% dos que pertencem à classe AB tinham a moeda de plástico, ao passo que em 2009, o percentual alcançou os 74%. Considerando os que pertencem à classe C, 45% tinham cartão de crédito em 2005. No ano passado, esse percentual passou para 53%.

Entre os consumidores que estão na classe DE o crescimento foi menor, de apenas 3 pontos percentuais. Em 2005, 28% possuíam a moeda de plástico, contra 31% no ano passado.

Ao todo, mostra a pesquisa, 57% da população tem cartão de crédito – um crescimento de 11 pontos percentuais na comparação com 2005, quando 46% tinham a moeda de plástico.

Para o levantamento, o Ibope Mídia, juntamente com o Target Group Index, realizou 20 mil entrevistas.

Cartão de loja
A participação dos cartões de loja na carteira do consumidor também cresceu, principalmente entre os mais abastados. Segundo a pesquisa, 39% dos que estão na classe AB têm um cartão de loja ou supermercado – um aumento de 13 pontos percentuais frente a 2005, quando 26% possuíam essa forma de pagamento.

Entre os consumidores da classe C, a expansão dessa modalidade também foi significativa, de 10 pontos percentuais. Em 2005, 15% desse segmento da população tinha cartões de estabelecimentos. Esse número alcançou os 25% no ano passado.

Na classe DE, o aumento foi de 5 p.p., com o índice passando de 6% em 2005 para 11% em 2009. Ao todo, 28% da população tem cartões do tipo private label, contra os 15% registrados em 2005.

Conta corrente
Na pesquisa, o Ibope ainda constatou que caiu o número de consumidores da classe C que estão bancarizados. No ano passado, 47% tinham conta corrente, contra 49% registrados quatro anos antes.

Entre a classe AB, o percentual se manteve praticamente estável, já que 74% possuíam conta corrente em 2009, contra os 73% de 2005. O mesmo ocorre entre os segmentos menos abastados. Entre os consumidores da classe DE, 25% tinham conta corrente, contra 24% registrados há quatro anos.

Ao todo, 54% da população possui conta corrente – um aumento de 5 pontos percentuais frente a 2005, quando 49% tinha uma conta.

Caderneta de poupança
O percentual de brasileiros que têm caderneta de poupança cresceu pouco em quatro anos. O número passou de 41% em 2005 para 45% em 2009. Entre os segmentos da população, não houve alterações no percentual.

Dessa forma, a classe AB se mantém entre os segmentos que detém o maior percentual de participação: 57% possuem conta poupança. Entre os que estão na classe C, o número cai para 41%. E entre os que pertencem à classe DE, o percentual continua em 26%.
 

Leia Também