Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, terça, 20 de novembro de 2018

DECORAÇÃO

Cozinhas com ilha são capazes de integrar ambientes e pessoas

20 JUL 2012Por TERRA00h:00

Até pouco tempo, os brasileiros a encaravam como um ambiente estritamente funcional, o local onde a comida será preparada, mas não degustada. Hoje, essa ideia já não faz mais sentido. As cozinhas assumiram uma função social que, além de integrar outros ambientes da residência, serve como local ideal para reunir pessoas queridas e realizar eventos cujos motes principais são as delícias que saem da panela.

E essa integração fica ainda maior quando a obra conta com uma cozinha do tipo americana ou ilha. De acordo com a arquiteta e designer de interiores Sueli Adorni, esses tipos de cômodos convidam os moradores a cozinhar para os amigos. “São ambientes que passam a conversar diretamente com as outras partes da residência. É possível instalar portas de correr nas cozinhas com ilha e trazer para elas toda a atenção do local, porque o morador cozinha e já serve o prato no mesmo ambiente”, conta.

Essa é uma das opções adotadas por Sueli em residenciais maiores, onde haja espaço para compor a ilha, com o fogão, a pia, os armários, e uma mesa de jantar. Já os residenciais diminutos podem investir nas cozinhas americanas, que economizam espaço. “Elas funcionam melhor em locais menores porque se pode usar bancadas para as refeições no lugar das mesas”, afirma Sueli. “Em um de meus projetos, que ficava em um apartamento duplex, optei por quebrar uma das paredes e fazer uma cozinha desse tipo. Ficou legal porque eu ganhei espaço para colocar uma escada na entrada da copa e duas banquetas”, completa.

Em relação à decoração, Sueli aposta em cores neutras. “Por se tratar de um ambiente, permanente, com trocas mais espaçadas de itens, eu prefiro esses tipos de tons, como o branco e o preto. Cores mais chamativas podem cansar o morador”. Outra dica da arquiteta é o tipo de revestimento escolhido para as cozinhas integradas. “Há mais de 25 anos, uso laminado em meus projetos porque ele tem um rejunte pequeno e possui fácil manutenção, ao contrário dos azulejos”, sugere.
 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também