Quarta, 21 de Fevereiro de 2018

Banco Central

Cotação do dólar volta a cair, apesar de leilões

5 NOV 2010Por São Paulo (AE)04h:20

Os dois leilões diários do Banco Central para a compra de dólares não estão sendo suficientes para conter a depreciação da moeda, ainda que para alguns profissionais a autoridade monetária esteja adquirindo nesses leilões um volume de recursos acima do fluxo cambial líquido, segundo operadores consultados pela AE. Nas atuações de ontem, o BC fixou as taxas de corte em R$ 1,6807 e R$ 1,6773.

Assim, no fechamento, o dólar à vista caiu 1,35%, para R$ 1,6760 no balcão e R$ 1,6773 na BM&F. A cotação no balcão é a mais baixa desde 20 de outubro. O giro financeiro total somou cerca de US$ 2,797 bilhões (US$ 2,101 bilhões em D+2). Em novembro, a moeda no balcão apura baixa de 1,53% e, no ano, -3,84%.

No mercado futuro, o dólar com vencimento em dezembro de 2010 projetava baixa de 1,06%, a R$ 1,6820.

Leia Também