Sexta, 23 de Fevereiro de 2018

crescimento

Cotação alta eleva em 45% área do algodão

10 DEZ 2010Por Edivaldo Bitencourt02h:40

Animados pela cotação da arroba do algodão, que está 101% maior em relação ao ano passado, produtores rurais de Mato Grosso do Sul decidiram ampliar em 45% a área destinada ao produto nesta safra, o dobro do crescimento previsto em outubro. Apesar de apontar também maior área para o cultivo do arroz, o 3ª Levantamento da Safra de Grãos 2010/2011 confirma a queda de 6,6% na produção de grãos em relação à anterior, de 9,568 milhões para 8,940 milhões de toneladas.

A sensação da temporada promete ser o algodão. A cotação da arroba está em R$ 87,50 neste mês, ante R$ 43,48 do mesmo período de 2009. No Estado, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) estima que serão cultivados 56 mil hectares, oscilação de 45% em relação aos 38 mil da safra anterior. A primeira estimativa do órgão foi de crescimento de 20,4%. Junto com o aumento de 5,6% na produtividade, de 3.705 para 3.912 kg/ha, a produção de algodão em caroço e pluma terá incremento de 53%, respectivamente, de 143 mil para 219,1 mil toneladas e 55,8 mil para 85,4 mil toneladas.

"A tendência é que o algodão se firme como um dos principais produtos da próxima safra nacional. Com destaque, sobretudo, para a região Centro-Oeste e a Bahia", afirmou o diretor de Política Agrícola e Informações da Conab, Sílvio Porto.

"O Brasil vem fazendo um enorme esforço, nas últimas décadas, para se posicionar como um dos principais produtores de algodão do mundo. O apoio do governo ao setor nos últimos anos garantiu o preço mínimo ao produtor", explicou.

Milho e soja
A Conab estima que a área plantada no Estado deverá crescer 1,7%, de 2,805 milhões para 2,854 milhões de hectares. Apesar de estar acima da média nacional de 1,3%, o percentual de crescimento é o terceiro no Centro-Oeste, atrás do Mato Grosso (2,5%) e Goiás (1,8%).

No entanto, a queda de 8,2% na produtividade (3.410 para 3.132 kg/ha) não repetirá a produção recorde deste ano. A próxima safra deverá ser de 8,940 milhões de toneladas de grãos, contra 9,568 milhões de toneladas de 2009/2010. A Conab mantém a previsão de redução de 2,5% na produção de soja, de 5,307 milhões para 5,176 milhões de toneladas. A produção de milho sofrerá redução de 15,1%, de 3,737 milhões para 3,173 milhões de toneladas.

Leia Também