Campo Grande - MS, quarta, 15 de agosto de 2018

FUTEBOL

Corumbaense joga amanhã precisando vencer

17 MAI 2011Por DIÁRIO ONLINE11h:11

Em 11 rodadas do Campeonato Estadual 2011, o Corumbaense conseguiu apenas duas vitórias, contra o Águia Negra e Naviraiense, ambas no estádio Arthur Marinho. Mas para tentar se manter na Série A e ainda ambicionar uma vaga na próxima fase da competição, o Carijó da Avenida precisa conquistar nesta quarta-feira, 18 de maio, em Mundo Novo, sua primeira vitória fora de casa nesta temporada. Só que o adversário é nada menos que o segundo colocado do grupo com 19 pontos. E o Urso vem de uma derrota para o Águia Negra, por 2 a 1, e necessita dos três pontos para continuar no G4 sem depender de outros resultados.

Para chegar às quartas-de-final, o alvinegro precisa vencer seus próximos três compromissos (Mundo Novo, Sete de Setembro e Itaporã, os dois últimos em casa), e ainda torcer para que o Naviraiense, Sete e Ivinhema não pontuem em duas das três últimas rodadas. Pela ordem, o Jacaré do Cone Sul pega o Águia Negra, Mundo Novo e Ivinhema. Já o Sete tem pela frente o Ponta Porã, o próprio Carijó, e o Mundo Novo. Por sua vez, o Azulão enfrenta o Itaporã, Águia Negra e Naviraiense. Há também outra possibilidade, ainda mais remota.

Se o Corumbaense alcançar os 9 pontos que ainda disputa e o Itaporã, no máximo, somar mais três, o time comandado pelo técnico Osvaldo Júnior ficaria na frente do representante itaporanense. Mesmo assim, apenas uma das equipes que hoje tem 16 pontos poderia passar dos 20 pontos. Se seguir no Estadual não é uma missão fácil, se manter na elite do futebol sul-mato-grossense é tão difícil quanto. Se perder o jogo desta quarta, o Carijó da Avenida coloca um pé na Série B.

Isso porque mesmo que vença os dois próximos jogos em casa, o time chegaria somente aos 17 pontos, apenas um a mais do que os adversários diretos têm hoje, lembrando que todos ainda realizam mais três partidas. Mesmo se vencer o Urso, o alvinegro precisará bater o Sete e o Itaporã no Arthur Marinho. E nem isso é garantia de sequência na Série A. Resumindo, a situação do quase centenário clube da avenida General Rondon: ele depende diretamente do desempenho de seus adversários, seja para se classificar ou para se manter na primeira divisão.

Ponta Porã já rebaixado

O Ponta Porã é o primeiro time do grupo A confirmado na segunda divisão do ano que vem. Mesmo empatando com o Corumbaense, fora de casa, em 1 a 1, a equipe não conseguiu evitar a queda. A vitória do Ivinhema sobre o Sete de Setembro, em Dourados, por 3 a 2, no sábado, tirou todas as esperanças dos pontaporanenses. Com 6 pontos e ainda com mais 9 a disputar, mesmo que o clube vença os três jogos que lhe restam, chega no máximo a 15 pontos. O Ivinhema, primeiro fora da zona de rebaixamento, tem 16.

Em todo o Estadual, o Ponta Porã só venceu uma vez e empatou outras três. O curioso é que dois terços dos pontos ganhos pelo time (4) foram em cima do Corumbaense. No primeiro turno, eles venceram o alvinegro no Aral Moreira por 2 a 1. Na volta, arrancaram um empate de 1 a 1 em Corumbá. Em 11 rodadas, o Ponta Porã fez 7 gols (3 no Carijó) e sofreu 21.

Leia Também