quinta, 19 de julho de 2018

Muhpan

Corumbá vive “uma noite no museu”

4 DEZ 2010Por OSCAR ROCHA00h:00

Não precisa chamar os caça-fantasmas, mesmo que,  num primeiro instante, a cena pareça meio fantasmagórica: figuras históricas circulando livremente por corredores de um museu.  Personagens como Marechal Rondon, pioneiro da região de Corumbá, e índios com características do passado, passeando, de forma natural, como se ainda tivessem vivos. Na verdade, são educadores que atuam no museu caracterizados. A intenção da iniciativa é aproximar, de forma divertida, o público da história. Quem quiser saber como isso será desenvolvido é só ir hoje, às 18h30min, no Museu de História do Pantanal (Muhpan), no Porto Geral, em Corumbá, mantido pela Fundação Barbosa Rodrigues.

A ação marca o início da programação de férias do espaço e foi batizada de “Uma noite no museu”. “Desde a inauguração, há dois anos e meio, uma grande parcela do público que visita o Muhpan é constituída de alunos das escolas da região. Nessas ocasiões, os educadores que atuam aqui fazem pesquisa para saber a opinião das crianças e adolescentes sobre o que acharam do passeio e, geralmente, o filme ‘Uma noite no museu’ é citado. Nele, vários personagens históricos ganham vida por uma noite. Os estudantes dizem que algo como o filme poderia acontecer. A partir daí, os educadores tiveram a ideia da caracterização, que acontece no sábado (hoje)”, explica o curador do museu, Juliano Borges.
Para dar consistência à iniciativa, o museu contou com auxílio de um diretor de teatro repassando os procedimentos necessários para dar maior eficiência à performance cênica.

“Não é uma peça de teatro. O que o público terá é maior conhecimento sobre os personagens importantes”. No total, serão 13 caracterizações feitas pelos educadores – alunos do curso de História da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campus Corumbá, que repassam informações sobre museus aos visitantes. Também atuam na iniciativa alguns integrantes do Projeto Pró-Jovem em Corumbá.

O museu, que funciona de terça a sábado, das 13h às 17h30min, mudará hoje, excepcionalmente, de horário, das 18h30min às 21h30min. “Outra intenção da iniciativa é chamar a população para que visite o Porto Geral à noite. Com a revitalização da área, se tornou um local atrante para todos”, aponta Juliano.

O museu conta com acervo importante no segmento de arqueologia, etnologia, etno-história, história e antropologia. No caso da arqueologia, o material é originário das pesquisas feitas pela Universidade Federal  de Mato Grosso do Sul.

A programação noturna dentro do museu ainda não tem outra data para ser repertida. Por outro lado, a “visita animada”, com educadores caracterizados com personagens históricos, pode ser solicitada pela escolas pelo telefone 3232-0303.       

Leia Também