Segunda, 18 de Dezembro de 2017

doença

Corumbá inicia guerra contra dengue

15 JAN 2014Por DA REDAÇÃO00h:00

A Prefeitura de Corumbá vai realizar uma verdadeira ‘operação de guerra’ contra o mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, para conter o avanço da doença na região. O último Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti (LIRAa) apontou índice de 4,63%, bem acima do aceitável pela Organização Mundial de Saúde, que é de até 1%. E o pior de tudo é que a maior parte dos focos foi detectada no interior de imóveis habitados.

Diante disso, o município programou um grande mutirão nos bairros da cidade, no sentido de eliminar os focos do mosquito, evitando assim, uma epidemia da doença. Esta ação começa nesta quarta-feira, 15, pelo Bairro Guarani, ‘campeão’ de focos do Aedes, com 13,33%, passando pela Guarani foi apontado como o de maior incidência de focos da dengue, com 13,33%, seguido da Nova Corumbá, Generoso, Guató, Centro América, centro 1 (entre a Edu Rocha e Antônio Maria Coelho), Popular Velha, Cristo Redentor, Popular Nova, Dom Bosco, centro 2 (entre Antônio Maria Coelho e Albuquerque), Universitário, Aeroporto, Arthur Marinho, Nossa Senhora de Fátima, Maria Leite, Cervejaria, Beira Rio, Industrial, Previsul e Jardim dos Estados.

O grande mutirão começa pelo Guarani. No dia anterior ao trabalho, agentes de endemias apoiados por servidores da Fundação de Meio Ambiente junto com Agentes Comunitários, bem como por servidores da Assistência Social e de parceiros, vão visitar os imóveis e orientar os moradores sobre quais materiais deverão ser eliminados. “Nos dias das ações, vamos estar junto com a população, ajudando a eliminar estes focos”, explicou chefe do CCZ.

Os reservatórios que devem ser eliminados pela população são os pequenos depósitos móveis, vasos e pratos de plantas, frascos com plantas, bebedouros de animais, etc.; pneus e outros materiais rodantes, bem como lixo diverso, como recipientes plásticos, latas, sucatas e entulhos.

Tudo isso deverá ser colocado nas calçadas, visando a coleta que será feita por caminhões que serão disponibilizados pela Secretaria de Infraestrutura, Habitação de Serviços Públicos. O CCZ alerta que, após a realização desse trabalho, o setor de Vigilância Sanitária fará vistorias aos imóveis que deverão se manter livres dos focos. Caso sejam encontrados materiais que acumulem água, o proprietário será penalizado com base na lei municipal contra a dengue, que prevê inclusive multas.

Cronograma

O cronograma foi fechado após uma reunião da equipe da Infraestrutura com o prefeito Paulo Duarte. A ‘operação de guerra’ começa pelo Guarani na quarta-feira, 15 de janeiro. Em seguida vai para a região da Nova Corumbá, nos dias 16, 17 e 20; no Generoso, dia 21; Guató, 22 e 23; Centro América, 24; centro da cidade, 27, 28, 29, 30, 31 de janeiro e 03 e 04 de fevereiro; Popular Velha, 05; Cristo Redentor, 06, 07 e 10; Popular Nova, 11; Dom Bosco, 12 e 13; Universitário, 14 e 17; Aeroporto, 18, 19 e 20; Arthur Marinho, 21; Nossa Senhora de Fátima, 24; Maria Leite, 25 e 26; Cervejaria, 27; Beira Rio; 03 de março; Industrial, 04; Previsul, 05, e Jardim dos Estados, no dia 06 de março. 

Leia Também