Campo Grande - MS, quarta, 15 de agosto de 2018

VACINAÇÃO

Corumbá inicia campanha com movimento nos postos

26 ABR 2011Por DIÁRIO ONLINE09h:23

Teve início nesta segunda-feira, 25 de abril, a 13ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe. De acordo com a Secretaria de Saúde de Corumbá, a meta para este ano é imunizar 14,7 mil pessoas, sendo 8.367, acima de 60 anos; 2.036 gestantes; 3.026 crianças; 1.194 trabalhadores em saúde e 160 indígenas.

No município, o início da campanha levou muita gente aos postos de vacinação. Logo no primeiro dia, somente o posto de Saúde da Ladeira Cunha e Cruz recebeu dezenas de crianças, gestantes e idosos para a vacina. A vacinadora Soraide Garcia se surpreendeu com o número de pessoas que procuraram a Unidade de Saúde.

"Toda segunda-feira, a Unidade de Saúde da Ladeira sempre recebe um bom fluxo de pais que trazem os filhos para receber as doses de vacinas do calendário infantil. Porém, este início de campanha da Influenza nos surpreendeu pela quantidade de pais que trouxeram seus filhos para se vacinar. Esperávamos um bom público de idosos, pois eles sempre se garantem e fazem questão de colocar a vacinação em dia logo nas primeiras datas. Para um início de campanha, foi um dia excelente", enfatizou a vacinadora ao Diário.

A pequena Isabele Vitória Guimarães de 07 meses foi levada à Unidade pela mãe, Gabrielle Guimarães, que não se abalou com o choro da pequena ao receber duas vacinas num dia só. "Hoje era o dia em que a Isabele tinha que tomar a dose da vacina contra a meningite. Fiquei sabendo da campanha de vacinação contra a gripe H1N1 e me informei se ela também poderia tomar. Como me responderam que sim, não teria nenhum problema, resolvi que ela tomaria as duas vacinas em um só dia. Prefiro ver minha filha chorar agora na hora de tomar a vacina do que vê-la doente depois", afirmou a mãe.

Já a gestante Luziana de Oliveira, 18 anos, foi à Unidade com a intenção de tomar duas vacinas, contra a gripe H1N1 e contra hepatite, porém, a da gripe ficou para daqui 30 dias. "Esta é minha terceira gestação. Sei que para uma gestante é muito perigoso correr o risco de pegar essa gripe, então, tratei de vir e me prevenir, mas como tomei outra vacina recentemente, não pude tomar a H1N1, só a da hepatite. Daqui 30 dias volto, pois preciso me imunizar", alegou.

Para aqueles que perguntam se a vacina contra a H1N1 dá reação, dor no braço e febre, José Tomaz do Nascimento Preza, 69 anos, responde: "Ano passado tomei a vacina e ela não dá reação nenhuma. Meu braço não doeu, não fiquei com febre e também nunca mais tive gripe. Sou forte, sadio e recomendo aqueles que têm algum medo, que não temam, pois a vacina é para o nosso bem e outra questão, é de graça, não pagamos nada para nos prevenir", ressaltou.

Postos de vacinação

De acordo com informações da Assessoria de Comunicação Institucional, a população pode procurar uma das oito unidades de saúde na área urbana para se imunizar contra a gripe. A vacina está disponível nas Unidades de Saúde Gastão de Oliveira, no Bairro Maria Leite; Fernando Moutinho, no Cristo Redentor; Breno de Medeiros, no Popular Nova; Paulo Maissato, no bairro Nova Corumbá; São Bartolomeu, no Jardim dos Estados/João de Deus; Dom Bosco, no Dom Bosco; Ladeira Cunha e Cruz, no centro, e Kadwéus, no bairro Kadwéus.

A campanha municipal também prevê atender moradores da zona rural e da região ribeirinha. Na zona rural a vacina será aplicada pelas equipes da Estratégia de Saúde da Família, atendendo as localidades do Taquaral, Paiolzinho, Tamarineiro, Jacadigo, Urucum, Maria Leite, Mato Grande, São Gabriel e o Distrito de Albuquerque. Já na região ribeirinha, a vacinação será em parceria com a Marinha do Brasil e também durante a ação Povo das Águas. Na Aldeia Uberaba, onde vivem os índios guató, os trabalhos serão em conjunto com a Fundação Nacional do Índio (Funai).

Dia D

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza 2011 visa imunizar idosos, indígenas e crianças com idade entre seis meses e menos de dois anos, gestantes e profissionais da saúde. A estratégia foi adotada pelo Ministério da Saúde, após estudos epidemiológicos e observação do comportamento das infecções respiratórias, que têm como principal agente o vírus da influenza. A vacina protege contra os três principais vírus da gripe que circulam no hemisfério sul, inclusive a Influenza A (H1N1), mais conhecida como gripe suína.

São 32,7 milhões de doses, para todos os estados e municípios brasileiros. Ao todo, os cinco grupos prioritários da campanha de vacinação somam aproximadamente 30 milhões de pessoas. A meta do Ministério da Saúde, estados e municípios é vacinar 80% dessa população alvo, o que representa cerca de 23,8 milhões de pessoas.

No próximo sábado, dia 30 de abril, ocorrerá o Dia de Mobilização Nacional para estimular a ida das pessoas aos mais de 65 mil postos de vacinação, presentes em todas as cidades do Brasil. Durante a campanha, serão mobilizados mais de 240 mil profissionais de saúde no país.

Em Corumbá, o Dia D acontecerá no período das 07 às 12 horas, nas unidades relacionadas pelo município, exceto nas duas unidades de pronto atendimento, Fernando Moutinho e Paulo Maissato, e na Ladeira Cunha e Cruz, que irão atender às 17 horas.

Leia Também