domingo, 22 de julho de 2018

CONSTRUÇÃO

Correios querem ser sócios do trem-bala Rio-São Paulo

3 FEV 2011Por AGÊNCIA BRASIL20h:33

O presidente dos Correios, Wagner Pinheiro, vai se reunir na próxima semana com o diretor-geral da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Bernardo Figueiredo, para tratar da possibilidade de a estatal entrar como sócia em um dos consórcios que disputará o leilão para a construção do trem de alta velocidade entre Rio de Janeiro e São Paulo.

Segundo a assessoria dos Correios, há interesse da estatal em entrar no empreendimento, mas isso depende de estudos financeiros e de viabilidade.

A ANTT informou, por meio de nota oficial, que não há decisão de alterar o edital e a data do leilão. Segundo a agência, a participação dos Correios é uma decisão empresarial e tem que ocorrer dentro das regras do edital.

No início de janeiro, o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, já tinha dito que os Correios poderão usar o trem-bala para fazer o transporte de cartas e encomendas. Segundo ele, cerca de 80% do tráfego de serviços dos Correios estão concentrados nas áreas metropolitanas do Rio de Janeiro e de São Paulo. A ideia é ter um vagão exclusivo para as mercadorias dos Correios, que podem ser um cliente fixo do trem.

O trem de alta velocidade vai ligar as cidades de Campinas, São Paulo e Rio de Janeiro. O empreendimento tem um custo estimado de R$ 33 bilhões. O leilão para as obras do trem-bala está marcado para 29 de abril e a previsão é de que elas sejam concluídas 2015.

Leia Também