Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CONTE SUA HISTÓRIA

Correio do Estado leva você ao Nordeste; saiba como participar

Correio do Estado leva você ao Nordeste; saiba como participar
30/03/2014 00:00 - da redação


Nos seus 60 anos de existência, o Correio do Estado tocou a vida de muitas pessoas. Em publicações diárias, que relatam os fatos históricos de Mato Grosso do Sul, o jornal se orgulha de ter criado uma relação íntima e estreita com seus leitores e assinantes.

As histórias são o exemplo mais claro dessa proximidade. Os anúncios veiculados nas páginas mudam histórias de vida. Os acontecimentos noticiados impactam e informam a população.

Para comemorar essa trajetória, o Correio do Estado lança um concurso cultural que levará os primeiros colocados a Porto Seguro (1ª lugar) ou a Bonito (2ª lugar). Todos os vencedores levam assinaturas do jornal.

Para participar, basta narrar uma história sobre como o jornal tem feito parte de sua vida, seja por um anúncio no Classificados ou por algo importante que tenha acontecido durante uma leitura do periódico. De uma forma ou de outra, o jornal pode ter estado presente.

Concurso

As inscrições para o concurso cultural “O Correio do Estado faz parte da minha vida” terminam em 31 de março. Os participantes devem enviar um texto, que conta em que momento marcante da sua vida o Correio do Estado esteve presente.

A redação deve ter no máximo 1.500 caracteres e pode ser enviada por meio do endereço eletrônico do concurso. (www.correiodoestado.com.br/60-anos). Na página, há mais informações sobre o regulamento.

As dez melhores histórias serão escolhidas a partir de critérios como adequação ao tema proposto, transmissão da mensagem de forma clara, criatividade, emoção, humor e uso correto da língua portuguesa. 

Felpuda


Partido está aos poucos montando a que vem sendo chamada de “chapa do quartel”, pois os pré-candidatos são oriundos da caserna. Há quem diga que os dirigentes da legenda ainda estão querendo pegar carona no “fenômeno Bolsonaro”, esquecendo-se que o presidente, embora vindo da área militar, está na política há 30 anos e o seu programa de governo agradou 57,7 milhões de eleitores. Dizem que tchurminha será obrigada a adicionar mais ingredientes no currículo, senão...