Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Corredores profissionais disputarão a Volta das Nações

25 AGO 10 - 05h:50
Os atletas profissionais e destaques do atletismo brasileiro já começam a confirmar presença na Meia-Maratona Internacional Volta das Nações, que será disputada em Campo Grande, no dia 10 de outubro. Até ontem, haviam confirmado participação os seguintes atletas: Vanderlei Cordeiro de Lima, João Luís Ferreira Prado Filho, Júlio César Ferreira da Rocha, Adriano Lemos Fortes, Daniel Cristino da Silva, Edmílson Rodrigues dos Santos, Sueli Pereira da Silva, Édna Lúcia Martins, Diva Rosa da Silva e Ilda Alves dos Santos.
O fato de a competição contar pontos para o ranking oficial da CBAt (Confederação Brasileira de Atletismo) e da IAAF (Associação Internacional das Federações de Atletismo) está atraindo maratonistas de renome.
Nos próximos dias devem ser feitas as inscrições dos atletas estrangeiros, incluindo o tanzaniano Martin Hhaway Sulle e a queniana Eunice Jepkirui Kirwa, que venceram a edição do ano passado da Volta das Nações, além de outras atletas do Quênia, da Tanzânia, da Etiópia e de outros países.
As inscrições, que vão até o dia 1º de outubro, podem ser feitas pelo site do evento na internet (www.voltadasnacoes.ms.sesi.org.br) ou nas escolas do Sesi de Campo Grande, localizadas na Avenida Afonso Pena, no centro, e  na Rua Alberto Lamego, no Bairro Santa Luzia, ou ainda no quiosque instalado no Shopping Campo Grande.
A Volta das Nações terá três provas e simultâneas: a meia-maratona com percurso de 21,097 quilômetros, a corrida de 10 quilômetros e uma caminhada de 6 quilômetros.
Além do sorteio de um automóvel zero-quilômetro entre todos os participantes das três provas que concluírem os respectivos percursos, também serão distribuídos R$ 105,8 mil em dinheiro para os cinco primeiros colocados na categoria geral da meia-maratona masculino e feminino, para os cinco primeiros colocados da categoria indústria feminino e masculino, para os três primeiros da categoria faixa etária e para os três primeiros das categorias cadeirante e deficiente visual masculino e feminino. (AF)
Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

ARTIGO

Flavio A. Sandi: "Os limites e a liberdade na educação"

Professor
OPINIÃO

Renata Bento: "Estamos mais ansiosos"

Psicóloga

Felpuda

PROCURADOR DA REPÚBLICA

Deltan Dallagnol abre mão de promoção para ficar na Lava Jato

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião