Corpo encontrado na Nova Zelândia é de estudante brasileiro, diz Itamaraty

Corpo encontrado na Nova Zelândia é de estudante brasileiro, diz Itamaraty
20/08/2012 11:30 - Agência Brasil


O Ministério das Relações Exteriores, Itamaraty, confirmou hoje (20) que o corpo encontrado ontem (19), na Nova Zelândia, é do estudante brasileiro João Felipe Martins de Melo, de 17 anos. O estudante desapareceu há 13 dias com um colega e o instrutor de escalada no Parque de Paritutu, na cidade de New Plymouth. O brasileiro e os neozelandeses caíram no mar.

As autoridades da Nova Zelândia informaram oficialmente hoje a Embaixada do Brasil no país que o corpo do estudante foi localizado e identificado. A embaixada presta apoio à família de Melo para o transporte do corpo para o Brasil. Não há por enquanto informações sobre quando o corpo chegará ao país.

O estudante fazia intercâmbio na Nova Zelândia há um ano e a família dele mora no Ceará. Melo e um estudante neozelandês escalavam a Pedra de Paritutu quando caíram, um instrutor que os guiava pulou no mar para tentar salvá-los. As buscas para tentar localizar o estudante neozelandês e o instrutor serão retomadas hoje, segundo as autoridades.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".