SEM IDENTIFICAÇÃO

Corpo encontrado na Capital apresentava sinais de tortura

Corpo encontrado na Capital apresentava sinais de tortura
14/08/2012 09:27 - VÂNYA SANTOS


O corpo de um homem ainda não identificado, encontrado ontem (13) em Campo Grande, apresentava sinais de tortura, segundo a polícia. A vítima estava na margem de uma estrada vicinal, que dá acesso a Estação Termoelétrica William Arjona, fazendas, assentamentos e ao núcleo industrial, no Bairro Indubrasil.

De acordo com a polícia, o corpo estava amarrado junto a uma cerca em avançado estado de decomposição. Apesar da situação, foi possível constatar que o homem apresentava ferimentos por todo o corpo, inclusive na cabeça, e marcas de queimaduras no rosto e tronco.

O homem aparentava ter entre 20 e 35 anos, moreno claro, estava sem roupas e calçava apenas meias. Ele tinha tatuagem de cruz com tridente na região da barriga e uma teia de aranha no ombro esquerdo. No local foram encontrados tecidos rasgados, o lado direito de uma botina e bitucas de cigarro. O outro lado do calçado foi encontrado a dois quilômetros do local do crime.

O caso está sendo investigado por equipe da 6ª Delegacia da Capital. 

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".