Sexta, 23 de Fevereiro de 2018

ASSASSINATO

Corpo de cabeleireira morta na Suíça não foi liberado

14 OUT 2010Por G109h:06

O corpo da cabeleireira de Bauru que foi assassinada na Suíça, onde vivia com o marido, ainda não havia sido liberado até a noite desta quarta-feira (13), segundo informações do consulado brasileiro no país. As circunstâncias da morte de Fátima Lorca Schori, de 45 anos, são desconhecidas.

A família dela ainda tem poucas informações sobre o crime, que teria ocorrido na madrugada de segunda-feira (11). A notícia sobre a morte chegou a Bauru, onde moram parentes e os três filhos da vítima, nesta terça-feira (12). A cabeleireira, que está na Europa há seis anos, teria sido assassinada a facadas. Um irmão dela disse que o corpo foi esquartejado.

A mulher vivia na Suíça com o marido, cidadão local. “Ela esteve com ele na ultima visita aqui em casa. Embora a gente não conseguisse se comunicar, ela transmitia o que a gente falava, ele respondia, ela passava para a gente. Parecia que viviam muito bem”, contou a amiga Sueli Andriato.

Ainda não há confirmação do local onde a mulher estava no momento do assassinato.
A assessoria do Itamaraty disse que recebeu a confirmação da embaixada sobre a morte de uma brasileira no país. Ainda não há detalhes do que ocorreu.

Leia Também