Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

SUSPEITA DE NEGLIGÊNCIA

Corpo de Bombeiros e Saúde vão investigar causa da morte de criança

Corpo de Bombeiros e Saúde vão investigar causa da morte de criança
08/03/2014 00:00 - DANIELLA ARRUDA


O comandante-geral do Corpo de Bombeiros de Mato Grosso do Sul, coronel Ociel Ortiz Elias, informou ontem por meio do setor de relações públicas da corporação que mandou abrir procedimento para apurar o atendimento prestado pelo 193 à família de Heber Caio Ribeiro, de oito anos, morto na madrugada de ontem após chegar ao posto de saúde 24 horas do Posto Tiradentes.

O socorro do Corpo de Bombeiros foi o segundo serviço de urgência procurado pela mãe do garoto durante a madrugada de sexta-feira após o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) negar atendimento à criança, justificando que não se tratava de caso grave.
Conforme repassado pelo serviço de relações públicas do Corpo de Bombeiros, a gravação telefônica já foi solicitada e a estimativa é que as apurações sejam concluídas no prazo de 20 dias.

De acordo com informações preliminares, durante o chamado feito pela mãe de Heber Caio o Ciops entrou em contato com o Samu, que informou não se tratar de caso grave e portanto não havia necessidade de mandar viatura para o Corpo de Bombeiros. Por esse motivo, foi disponibilizada viatura para outra ocorrência considerada naquele momento de maior gravidade.

Diante do ocorrido, culminando com a morte da criança, foi aberto o procedimento,para apurar as circunstâncias de atendimento e de onde partiu a ordem para o não envio da viatura ao endereço da família da criança.  

Secretaria de Saúde

A Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) informou ontem que requisitou a gravação do telefonema feito pela mãe do garoto ao Samu e deve abrir sindicância para apurar o ocorrido.

Felpuda


Partido está aos poucos montando a que vem sendo chamada de “chapa do quartel”, pois os pré-candidatos são oriundos da caserna. Há quem diga que os dirigentes da legenda ainda estão querendo pegar carona no “fenômeno Bolsonaro”, esquecendo-se que o presidente, embora vindo da área militar, está na política há 30 anos e o seu programa de governo agradou 57,7 milhões de eleitores. Dizem que tchurminha será obrigada a adicionar mais ingredientes no currículo, senão...