TRAGÉDIA NO RIO

Corpo de atirador fica esquecido no IML

Corpo de atirador fica esquecido no IML
09/04/2011 09:05 - r7


O corpo do jovem Wellington Menezes de Oliveira, de 23 anos, autor do massacre que matou 12 crianças na escola Tasso da Silveira, no bairro de Realengo, zona oeste do Rio, continuava no Instituto Médico Legal até às 9h30 da manhã deste sábado (9). E nenhum parente havia dado entrada na documentação necessária para realizar a liberação do corpo.

O IML (Instituto Médico Legal) informou na última sexta-feira (8) que o corpo de Oliveira, o autor do massacre na escola , em Realengo, zona oeste do Rio ro, pode ser enterrado como indigente se nenhum parente fizer um reconhecimento formal prazo de 15 dias.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".