Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, segunda, 19 de novembro de 2018

COPA BRASIL

Coritiba vence o Ypiranga sem sustos e avança

25 FEV 2011Por g100h:00

O Coritiba garantiu a classificação para a segunda fase da Copa do Brasil sem sustos. O Coxa venceu o Ypiranga-RS por 2 a 0, na noite desta quinta-feira, no Couto Pereira. Eltinho e Rafinha fizeram os gols do time paranaense, que já tinha vencido a primeira partida por 1 a 0, na semana passada, em Erechim-RS.

Na próxima fase, o Coritiba enfrenta quem passar do duelo entre Brusque-SC e Atlético-GO. Na primeira partida, o time catarinense venceu por 3 a 2, em casa. A partida decisiva está marcada para quarta-feira, às 21h, no Estádio Antônio Accyoli, em Goiânia.

O próximo compromisso do Alviverde, pelo Campeonato Paranaense, é contra o Cianorte, às 15h50m de sábado. O Ypiranga volta a campo apenas no dia 9 de março, quando pega o Internacional, no Beira-Rio, pelo Gaúcho.

Muitas chances, nenhum gol

O Ypiranga, para tentar reverter a desvantagem, começou melhor e, até os 15 minutos, teve duas oportunidades. Na primeira, o meia Giovane cruzou e quase surpreendeu Edson Bastos, que tocou na bola antes dela bater na trave. Depois, o atacante Rafael recebeu na área e chutou cruzado, direto para fora.

O Coritiba, que jogava pelo empate, equilibrou a partida e quase abriu o placar em lances de bola parada. Em uma delas, o atacante Marcos Aurélio cobrou bem e Luís Carlos espalmou para escanteio. Na sequência, o lateral-esquerdo Eltinho finalizou forte e obrigou o goleiro adversário a fazer a defesa em dois tempos.

Nos últimos dez minutos da etapa inicial, o Alviverde teve outras três ótimas chances. O atacante Marcos Aurélio chutou cruzado e a defesa adversária afastou. Depois, ele arriscou e a bola passou perto do gol adversário. O zagueiro Pereira também levou perigo após cabeceio, mas mandou foi para fora.

Jogo esfria e Coxa avança

Diferente do primeiro tempo, o segundo teve poucos lances de gol. Até os 15 minutos, a única chance clara foi do time gaúcho - o meia João Paulo bateu de longe e a bola passou por cima do gol coxa-branca.

O Coritiba praticamente não ameaçou o gol de Luís Carlos até os 25. Um dos motivos era a forte marcação exercida pelo time gaúcho, que se defendia com até nove jogadores atrás da linha da bola. Além disso, o time paranaense errava muitos passes no meio-campo.

Numa rara oportunidade, o atacante Bill cabeceou por cima da meta, com o goleiro já batido. No lance, o auxiliar Celso Barbosa de Oliveira assinalou pênalti porque a bola teria tocado na mão do zagueiro Glauco antes de sair. O árbitro Milton Etsu, porém, não concordou e assinalou apenas tiro de meta.

O lance despertou o Alviverde que, em cinco minutos, garantiu a classificação. Aos 32, Eltinho recebeu livre após contra-ataque e chutou firme. O goleiro chegou a tocar na bola, mas não evitou o gol coxa-branca. Aos 37, o meia Rafinha recebeu na esquerda e bateu com categoria, no canto, sem chance para Luís Carlos.

- A gente sabia que íamos encontrar dificuldades, mas a equipe está de parabéns. O importante é que classificamos – resumiu o goleiro Edson Bastos. 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também