Campo Grande - MS, domingo, 19 de agosto de 2018

PAULISTÃO

Corinthians recebe Santos em decisão

8 MAI 2011Por GAZETA PRESS00h:01

Os jogadores do Corinthians não ficam incomodados quando escutam que o Santos é o favorito na decisão do Campeonato Paulista. Ao contrário. Alguns acreditam que deixar esse peso para a equipe de Neymar e Paulo Henrique Ganso poderá ser um trunfo para abrir vantagem no primeiro jogo da final, às 16 horas (de Brasília) deste domingo, no Pacaembu.

Durante a semana que antecedeu o clássico, o técnico Tite e os seus comandados aumentaram ainda mais a badalação do adversário com uma série de elogios para Neymar e Ganso. Mas também houve espaço para declarações otimistas.

- Deixaram o Corinthians chegar. O clube é muito forte em finais. Isso faz a diferença -, bradou o meia Bruno César.

Tite também não gosta quando a força do Corinthians é minimizada. O treinador valorizou bastante a vitória sofrida sobre o Palmeiras na semifinal, na disputa por pênaltis, e igualou o seu time ao Santos, que superou o São Paulo com mais facilidade.

- Os quatro grandes estavam muito parecidos no campeonato, alternando-se na liderança. Chegaram à final os dois times mais competentes. Vejo equilíbrio -, disse.

Do outro lado, os destaques do Santos não se deixam levar pelo bom momento sob o comando de Muricy Ramalho. O irreverente Neymar, por exemplo, adotou um discurso humildade ao analisar o confronto com o Corinthians:

- Vou procurar fazer o simples para ajudar o meu time a vencer. Devemos lutar para conseguir um grande resultado no Pacaembu.

O Santos também se apega à maratona de jogos que enfrenta para rejeitar o rótulo de favorito. Único clube brasileiro que sobreviveu às oitavas de final da Copa Libertadores da América, o Peixe obteve a sua classificação na última terça-feira ao empatar com o América, no México, e retornou ao Brasil somente na quinta-feira. Por isso, Muricy Ramalho mal teve tempo de preparar seu time para a final do Paulistão.

- A gente só dorme e joga. Infelizmente, o calendário é assim. As pessoas precisam rever isso porque não há quem aguente uma maratona dessas. Ainda mais no nosso caso, porque não temos um plantel grande -, reclamou o emburrado comandante do Santos, embora satisfeito com os resultados que tem obtido.

Para o Corinthians, não há vantagem em se dedicar exclusivamente ao Estadual. Tite acredita que o Santos teve bastante tempo para se recuperar fisicamente, enquanto o atacante Jorge Henrique e o lateral esquerdo Fábio Santos consideraram importante entrar em campo no meio de semana para adquirir ritmo de jogo e entrosamento.

Ainda assim, Muricy Ramalho viu três santistas deixarem a partida contra os mexicanos lesionados. O zagueiro Edu Dracena (com um corte no lado externo do nariz), o lateral esquerdo Léo (com um incômodo na coxa esquerda) e o volante Arouca (com dores musculares), contudo, não preocupam para o clássico. Resta saber se o meia Elano terá condições de jogo. Recuperando-se de um edema na coxa esquerda, ele conta com Adriano como substituto imediato.

No Corinthians, Tite adotou mistério. Ele não pode utilizar o lateral direito Alessandro, suspenso, e escalará Moacir ou o improvisado Moradei na função. No ataque, Willian passou a ameaçar o lugar de Dentinho depois de marcar gols decisivos contra Oeste e Palmeiras.

- São duas dúvidas que vou levar até a hora do jogo -, afirmou o técnico.

Leia Também