Campo Grande - MS, quarta, 15 de agosto de 2018

OLHO NA LIDERANÇA

Corinthians quer evitar novo vexame hoje no Pacaembu

20 MAR 2011Por ESTADÃO08h:45

A perda da invencibilidade no Campeonato Paulista diante da Ponte Preta (1 a 0), há duas rodadas, em pleno Pacaembu, custou a liderança ao Corinthians. E trouxe, como lição, que é preciso respeito e seriedade diante de todos os adversários, grandes ou não. Num discurso sincronizado, seguido à risca por todos do elenco durante a semana, a promessa é de um time ligado hoje, sem soberba, às 15 horas (horário de MS), contra o Americana, para evitar novo vexame, diante de sua torcida.

 

Com a reta final se aproximando, defender a segunda colocação e brigar pela ponta é questão de honra para uma equipe sem outras obrigações após queda precoce na Libertadores. O Corinthians não pretende decidir, nos mata-matas, fora de casa. Para isso, o topo da tabela se faz necessário.

Tite escala o que tem de melhor para não dar sobrevida a um adversário em queda livre na tabela após brigar até pela liderança nas rodadas iniciais. Alessandro, Chicão e Liedson estão de volta após lesões ou dores musculares. No meio, Bruno César será mantido com a suspensão de Jorge Henrique, em tese, o único titular ausente.

"Um jogo difícil, importante também. No último em casa não apresentamos um bom futebol. A Ponte Preta veio fechada, marcando bem e apostando no contra-ataque, no qual acabou ganhando ao dar apenas um chute a gol. Agora, precisamos ter a sabedoria de que o Americana pode tentar fazer o mesmo e não ser surpreendido outra vez", enfatiza o zagueiro Chicão. "Temos de ter todo o respeito, mesmo jogando diante do nosso torcedor. Eles têm qualidade e nos conhecem bem. Futebol é decidido no campo e não é porque somos favoritos que venceremos."

Respeitar não significa ficar atrás, vendo o adversário mandar no jogo. Quem for ao Pacaembu hoje verá um Corinthians agressivo, disposto a marcar gols o mais rápido possível, com objetividade e sem frescuras. Esta é a maneira que Tite avalia ser a correta para uma equipe de ponta que luta pelo topo e espera estar na disputa do título.

"Não podemos, de maneira alguma, desrespeitar o Americana. Mas, diante do nosso torcedor, vamos fazer um bom jogo", promete o volante Ralf. 

Leia Também