Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

AJUDA DE RONALDO

Corinthians oferece R$ 300 mil a Adriano

Corinthians oferece R$ 300 mil a Adriano
16/03/2011 22:10 - Blog do Perrone


Como intermediário, Ronaldo está ajudando o Corinthians a tentar contratar Adriano. O clube oferece um salário fixo de aproximadamente R$ 300 mil e mais bônus por produtividade.

Ficará por conta do departamento jurídico alvinegro estipular os critérios para a gratificação extra. Número de partidas disputadas, artilharia e títulos podem fazer parte da fórmula.

Mas há também a preocupação entre os cartolas de assegurar que o Imperador seja multado no caso de faltar a treinos. O Sindicato dos Atletas de São Paulo costuma oferecer ajuda jurídica para os jogadores que não queiram pagar multas impostas por seus clubes.

A decisão do Corinthians de acionar Ronaldo como negociador vai na contramão das postura adotada por Gilmar Rinaldi, agente de Adriano. “Muitos clubes do Brasil me procuraram, mas não comecei a negociar porque o Adriano me pediu para esperar que ele se recupere de uma lesão no ombro”, afirmou o empresário ao blog..

Porém, o agente admite que o atacante possa ter sido procurado diretamente. “Se alguém estiver falando com ele, vai ter que conversar comigo antes de assinar”, declarou.

Existe uma crença entre cartolas de diferentes times de que salário não é o que mais conta no caso de jogadores do porte de Adriano. Quem já negociou com ele no São Paulo reforça essa tese.

 No Morumbi, é famosa a história de que o Imperador teria dito durante a negociação que a remuneração mensal não é o mais importante para quem tem 36 milhões de euros no banco. O que vale é escolher um lugar em que tenha prazer de jogar.

Felpuda


Acontecimentos policiais de grande repercussão deverão refletir seriamente na jornada de uns e de outros. Os cortes nos “tentáculos do polvo” os deixaram sem respaldo para enfrentar a maratona que há tempos participam, e com sucesso. Ao mesmo tempo que ficaram sem o aconchego financeiro, afastaram-se do abraço, até então muito amigo, preocupados com o ditado popular que afirma:  “Diga-me com quem andas e eu te direi quem és”.