Campo Grande - MS, domingo, 19 de agosto de 2018

TUDO IGUAL

Corinthians não sai do empate com Botafogo-SP

3 ABR 2011Por g119h:41

Botafogo e Corinthians entraram em campo neste domingo com uma coisa em comum: os goleiros. Do lado alvinegro, Julio Cesar; No time da casa, outro Júlio César. E os xarás garantiram o empate sem gols no estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto-SP, pela 17° rodada do Paulistão.

Com boas defesas, o Júlio César do Botafogo evitou gols de Paulinho, Willian e Bruno César, e manteve sua equipe firme na luta pela permanência da Série A1 do estadual, com 18 pontos, no 14° lugar. Já seu homônimo corintiano não teve tanto trabalho, mas assegurou o ponto que manteve sua equipe na terceira posição, com 35, já garantida nas quartas-de-final. A liderança, porém, agora é um sonho distante para o Corinthians. A duas rodadas do fim da primeira fase, o time está três pontos atrás do líder Palmeiras.

Na próxima rodada, o Corinthians recebe o São Caetano, no Pacaembu, enquanto que o Botafogo-SP vai jogar em Mogi Mirim, contra os donos da casa, no estádio Romildo Correia.

Muita disputa, pouco brilho
O Corinthians sentiu a falta dos três titulares suspensos neste domingo. Alessandro, Jorge Henrique e Dentinho deram lugar a Moradei, Ramirez e Willian, que não tiveram grande atuação.

Nos primeiros 45 minutos, os dois times correram muito, mas proporcionaram pouca emoção para o torcedor em Ribeirão Preto. A melhor chance foi do Corinthians, em cabeçada do pequenino Morais, depois de boa troca de passes entre Liedson e Willian, que cruzou bem pelo lado esquerdo, mas o meia de 1,69m escorou para fora.

Depois disso, perigo só nos chutes de fora da área. Fábio Santos cobrou uma falta no travessão, e Paulinho tentou duas vezes, mas parou nas mãos de Júlio César, do Botafogo, que espalmou para fora. Seu xará corintiano não teve tanto trabalho, e apenas observou o chute pra fora de João Victor, no fim da etapa inicial.

Liedson, bem marcado, não teve nenhuma chance clara. Passou a maior parte do primeiro tempo longe do gol, e apareceu com perigo na entrada da área aos 30 minutos, quando foi puxado pelo zagueiro Gabriel, na falta que depois foi batida por Fábio Santos.

Goleiros se destacam
Na etapa final, o panorama da partida continuou igual: muita disputa, mas poucas chances claras. O Corinthians levou perigo com Willian chutando de fora da área, e com Bruno César, que entrou no lugar de Ramirez. Mas, assim como no primeiro tempo, as tentativas pararam nas mãos de Júlio César.

Do outro lado, o técnico Argel colocou sua equipe mais à frente, com as entradas de Chicão e Moacir. Porém, a melhor oportunidade foi em chute de longe do lateral-direito Dida. O atacante Assisinho também deu trabalho para a defesa corintiana.

O Corinthians perdeu a chance de se reabilitar da derrota para o São Paulo na semana passada, enquanto que o Botafogo segue na luta para continuar na primeira divisão estadual.

Leia Também