Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

ESQUENTA

Corinthians bate líder Atlético-MG e quebra jejum

2 SET 12 - 17h:05TERRA

O Corinthians "esquentou" o Campeonato Brasileiro na tarde desta quarta-feira. Mesmo longe das primeiras colocações na tabela, o atual campeão da Copa Libertadores evitou que o Atlético-MG aumentasse ainda mais a diferença na primeira posição. Em confronto válido pela 21ª rodada da Série A e disputado no Estádio do Pacaembu, a equipe comandada por Tite passou pelo clube mineiro pelo placar de 1 a 0, gol do zagueiro Paulo André, e voltou a vencer na competição depois de três duelos sem triunfos - derrotas nos clássicos para Santos e São Paulo, e empate com o Fluminense.

O resultado positivo a favor do Corinthians serviu para equilibrar a disputa pela primeira posição. Derrotado em São Paulo, o Atlético-MG permanece com 44 pontos, em 20 jogos disputados (ainda cumpre tabela em jogo remarcado contra o Flamengo). Mesmo número de pontos em relação ao Fluminense, que empatou por 2 a 2 com o Figueirense no último sábado. Já o time de Tite, vitorioso na tarde deste domingo, chegou aos 28 pontos na tabela.

Depois de encarar o líder do Campeonato Brasileiro neste domingo, o Corinthians inicia uma pequena maratona de dois jogos em seis dias. Na próxima quarta-feira, a partir das 22h (de Brasília), o clube de Parque São Jorge encara, em Florianópolis, o lanterna Figueirense. No sábado, o adversário é o Grêmio, no Pacaembu. Por outro lado, o Atlético-MG, na busca da manutenção do primeiro posto na tabela de classificação da Série A, enfrenta na quarta, às 19h30, o Bahia, novamente fora de casa.

Sem vencer há três jogos e já pressionado na liderança do Campeonato Brasileiro, o Atlético-MG não se intimidou com os mais de 30 mil corintianos presentes no Pacaembu. Armado em um esquema ofensivo, com Ronaldinho livre para organizar no meio, o clube mineiro ditou o ritmo do confronto nos primeiros minutos, evitando uma grande blitz do campeão da Libertadores, como foi vista no clássico do último domingo contra o São Paulo, no qual a equipe de Tite não demorou sequer 10min para abrir o marcador - acabou derrotada por 2 a 1 no final.

A liberdade a Ronaldinho armada por Cuca por pouco não fez a diferença no marcador exatamente aos 10min. Ronaldinho aplicou um chapéu e uma meia-luda, em sequência, ainda no campo de defesa e ligou contra-ataque na medida para Bernard. A revelação atleticana apenas ajeitou para Jô concluir a gol. Para sorte de Cássio, o ex-corintiano não encaixou bem o arremate e acabou perdendo uma grande oportunidade para os visitantes.

A grande chance de Jô apenas deu início ao domínio atleticano durante a primeira etapa no Pacaembu. Diante de um rival pouco inspirado, especialmente pelo acúmulo nos erros de passes (em sua maioria sob responsabilidade de Douglas), o time comandado por Cuca manteve-se a maior parte do tempo no campo corintiano, mas sem conseguir ameaçar o goleiro Cássio. Já o Corinthians, por outro lado, pouco apareceu, com destaque somente pelas reclamações com o árbitro Péricles Bassols, do Rio de Janeiro.

Após permanecer grande parte dos primeiros 45 minutos buscando encaixar um contra-ataque para superar a defesa atleticana, o Corinthians retornou do intervalo de uma maneira diferente. A iniciativa ofensiva e a marcação pressão sobre a defesa adversária, principais virtudes do time na temporada, retornaram, e o time comandado por Cuca se acuou. O novo comportamento influenciou até na postura da torcida, mais ativa durante a segunda etapa do confronto realizado no Pacaembu.

Tal postura diferente quase resultou em gol para o Corinthians logo aos 11min. Cássio ligou contra-ataque para Emerson, que venceu disputa com Réver e rolou para Romarinho. O camisa 31 passou com tranquilidade por Júnior César e arrematou forte, mas muito acima da meta defendida por Victor. Primeiro grande suspiro da torcida corintiana no jogo.

Dono do jogo no segundo tempo, o Corinthians conseguiu arrancar o grito do público no Pacaembu aos 17min. Douglas cobrou escanteio na primeira trave e encontrou Paulo André. O zagueiro se antecipou à defesa atleticana e acertou um belo cabeceio no contrapé de Victor. Gol que definitivamente eliminou o clima morno que carregava o duelo, um dos mais esperados da 21ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O gol animou o Corinthians, que se manteve agressivo até a parte final do jogo. A equipe somente adotou uma maior cautela após a expulsão de Emerson, retirado do jogo por somar dois cartões amarelos (o último por retardar o jogo em um impedimento contra o ataque corintiano) ¿ no mesmo lance, por reclamação, Tite deixou o jogo também. Porém, mesmo com um a menos, os paulistas conseguiram anular Ronaldinho, Bernard e as principais armas do Atlético-MG. Vitória que quebra um incômodo jejum para o atual campeão da América do Sul.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Polícia apreende 255 quilos de cocaína em carreta construída para o tráfico
PREJUÍZO AO TRÁFICO

Polícia apreende 255 quilos de cocaína em carreta construída para o tráfico

Ação pede anulação de questões de prova de concurso para professores
SUPOSTAS IRREGULARIDADES

Ação pede anulação de questões de prova de concurso para professores

Bolívia e gigante russa fecham acordo para venda de ureia ao Brasil
GÁS NATURAL

Bolívia e gigante russa fecham acordo para venda de ureia ao Brasil

Fernanda Montenegro chega aos 90 anos com carreira de sucesso
ATRIZ

Fernanda Montenegro chega aos 90 anos com carreira de sucesso

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião