Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, domingo, 18 de novembro de 2018

Disputa eleitoral

Convencido por Vander e Reinaldo, Alcides Bernal reforça oposição

2 JUL 2012Por DA REDAÇÃO00h:02

Decididos a levar a disputa pela Prefeitura de Campo Grande para o segundo turno, os principais rivais do postulante governista Edson Giroto (que terá como vice Dagoberto Nogueira) - o tucano Reinaldo Azambuja e o petista Vander Loubet - conseguiram convencer o deputado estadual Alcides Bernal, do PP, a entrar na arena. Assim, a oposição ganha reforço e alento na entativa de impedir que o ungido do governador André Puccinelli e do prefeito de Campo Grande Nelsinho Trad faça da campanha um ‘‘passeio’’ sem maiores percalços e, ao mesmo, blindando-se contra o ''tratoraço'' que se verificou no período de definições de candidaturas.

Para Reinaldo e Vander, a pulverização de candidataturas - na disputa estão ainda o PV, o PSTU e o Psol - é um somatório favorável.No segundo turno, o jogo volta a ser zero a zero. E um detalhe: no caso dos três,  quem for o favorito nas urnas para a segunda etapa do pleito, terá os outros dois caminhando juntos. Isso é o que teria ficado acertado.

Diante disso e para evitar revezes, a semana começa provavelmente com a equipe de Giroto tendo que se debruçar para analisar como mexer nas peças do tabuleiro de campanha, mesmo o governista contando em seu arco de aliança com 16 siglas.

O governador André Puccinelli - o comandante-em-chefe da campanha da situação - sabe como é isso, ou seja, nem sempre chega ao pódio quem demonstra maior musculatura nas panturrilhas no sinal de partida. Quando ele disputou a Prefeitura de Campo Grande pela primeira vez, aparecia “lá embaixo” nas pesquisas. No topo, figurava o ex-prefeito Levy Dias.

A vontade do eleitor levou  André para o segundo turno com José Orcírio dos Santos, o Zeca do PT, de quem viria ganhar com pouco mais de 400 votos. Em política, Ignorar adversário ou aquele que ameaça de alguma forma não é de bom alvitre, além de ser arriscado. André viu o que ocorreu com o ''favorito'' daquela época. E no sábado, por exemplo, André dava como favas contadas a vinda de Bernal para suas hostes.

Atuou para isso para evitar que seu 'favorito' fosse abatido em pleno voo (campanha).

Depois de muitas especulações e com o pré-candidado do PP quase jogando a toalha, o quadro se modificou em reuniões que se estenderam durante toda a noite. André Puccinelli tentou, mas Reinaldo Azambuja e Vander Loubet articularam, e muito, para que Bernal não fosse a lona deixando o gongo tocar antecipadamente.Foram mais convincentes e venceram o round contra o governador.

Nesta segunda-feira (02), já passado o agito da pré-convenção, o petista Vander Loubet concederá coletiva para falar de sua chapa de vereadores, do vice cabo Almi (deputado estadual) e de programa de Governo e para fazer análise de como será a disputa ao longo dos meses até outubro.

Alcides Bernal também dará entrevista nesta segunda-feira (02) quando deverá anunciar o nome de seu vice. A grande expectativa é, também, de como vai manter a estrutura de campanha.

Giroto por sua vez agirá com (aparente) otimismo.

 “Tratorar” é um ‘‘verbo’’ em voga num embate político onde passado é passado (vide as alianças) e o presente é o detalhe do qual um dos grupos espera garantir o futuro em 2014, assegurando o que tem em mãos, contra a ambição política de outros.

Leia mais no jornal Correio do Estado

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também