Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Conterrâneos não acreditam que Bruno mataria

4 JUL 10 - 00h:40
AGÊNCIA ESTADO, SÃO PAULO

Menino pobre que se tornou conhecido no Brasil inteiro, o goleiro do Flamengo, Bruno Fernandes, de 25 anos, é um ídolo em Ribeirão das Neves, sua cidade natal, na região metropolitana de Belo Horizonte. Lá, ninguém acredita que ele esteja envolvido no desaparecimento da ex-amante Eliza Samudio, de 25 anos.
“O pessoal aqui está revoltado com essa história. O Bruno não seria capaz de uma coisa dessas”, diz a professora Patrícia Fortunato, que o conhece desde criança. “Minha lista de suspeitos só tem um nome: Bruno”, rebate o delegado Edson Moreira.
O goleiro é descrito como uma pessoa de personalidade forte e temperamento explosivo. Mulherengo e festeiro, também é lembrado pela lealdade à família e aos amigos, principalmente os que o acompanharam durante a infância na Vila Santa Matilde, a “favelinha”.
As demonstrações de riqueza e caridade são constantes. Nos últimos três anos, o jogador organizou um torneio beneficente de futebol na cidade. Na edição 2009 da Copa Bruno, 12 equipes participaram. Para dar o pontapé inicial, o goleiro chegou de helicóptero, que pousou no círculo central do estádio. “Isso aqui estava cheio de gente. Quando o helicóptero chegou, ficou todo mundo gritando e acenando para ele”, lembra o zelador do campo, João Marcelino Onorato.
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

CASO DO TRIPLEX

PGR envia ao STJ parecer contra anulação da condenação de Lula

SAÚDE PÚBLICA

OMS declara emergência internacional por surto de ebola no Congo

Reviva tem 77% das obras <br>concluídas na 14 de Julho
CAMPO GRANDE

Reviva tem 77% das obras
concluídas na 14 de Julho

Mandetta lançará programa inédito em Campo Grande na segunda-feira
SAÚDE

Mandetta lançará programa inédito em Campo Grande

Mais Lidas