Sexta, 23 de Fevereiro de 2018

ONS

Consumo de energia cresceu quase 9% em um ano

3 DEZ 2010Por Agência Brasil00h:01

O consumo de energia elétrica do Sistema Interligado Nacional cresceu 1,6% de outubro para novembro. Com isso, a demanda acumulada nos últimos doze meses (taxa anualizada) registra expansão de 8,7% em relação aos doze meses imediatamente anteriores. Em relação a novembro do ano passado, o aumento do consumo foi de 2,1%. Os dados, ainda preliminares, constam do Boletim de Carga Mensal publicado hoje (02) na página do Operador Nacional do Sistema (ONS) na internet.

Segundo o ONS, a demanda por energia elétrica segue em recuperação, puxada pelo consumo residencial, comercial e pela demanda do setor industrial, “que se mantém elevada”.

O ONS, no entanto, observou uma menor taxa de crescimento durante o mês de novembro em relação ao ano anterior, explicada pelo fato de que, em novembro de 2009, “o aumento da carga de refrigeração provocado pela ocorrência de temperaturas acima da média histórica fez com que a carga apresentasse o maior patamar daquele ano”.

Para o Subsistema Sudeste/Centro-Oeste, os valores preliminares de carga de energia indicam, em novembro, variação positiva de 0,9% em relação aos valores do mesmo mês do ano anterior, e de 1,2% na comparação com outubro deste ano. No acumulado dos últimos 12 meses, o subsistema com maior demanda do país acumula crescimento de 9,3% em relação ao período imediatamente anterior.

No Sul, a demanda teve uma expansão de 2,8% na comparação entre novembro de 2010 e novembro de 2009; de 5,5% na comparação com outubro; e de 6,8% na taxa anualizada, abaixo da média nacional de 8,7%.

No Subsistema Nordeste, os valores preliminares de carga de energia verificados em novembro indicam aumento de 4,2% comparativamente a novembro de 2009; de 9,2% no acumulado dos últimos doze meses; e queda de 0,4% na comparação com outubro.

No subsistema que atende à Região Norte, os valores preliminares de novembro indicam uma variação positiva de 6,7% em relação a novembro de 2009 e de apenas 0,1% em relação a outubro. O crescimento da demanda nos últimos doze meses terminados em novembro foi de 6,8%.

Leia Também