Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

sexta, 22 de fevereiro de 2019 - 11h23min

Consumo de energia cresceu 10% no País

23 JUL 10 - 22h:14
Brasília

O consumo de energia no País cresceu quase 10% no primeiro semestre do ano, impulsionado pelo bom desempenho de todos os segmentos de mercado: residencial, industrial, comercial e outros. A indústria foi o destaque na expansão do consumo. Os dados constam do relatório divulgado ontem pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE), vinculada ao Ministério de Minas e Energia.
Somente em junho, os brasileiros consumiram 34,5 mil gigawatts-hora (Gw/h), um crescimento de 11,1% em relação ao mesmo mês do ano passado. O relatório da EPE mostra que o consumo industrial teve alta de 13,8% no acumulado de janeiro a junho, devido ao aumento do consumo na Bahia, no Pará e em Mato Grosso do Sul. Em relação a junho de 2009, o consumo industrial subiu 15,1%, mantendo o patamar dos últimos meses e também do período anterior à crise financeira internacional. O destaque do setor ficou por conta da Região Sudeste. As taxas mais expressivas de crescimento foram registradas no Espírito Santo (53%) e em Minas Gerais (20%), beneficiadas pela melhora dos setores extrativo e metalúrgico, que formam a base econômica dos dois estados.
Segundo o estudo, o consumo residencial seguiu em forte expansão em junho, com crescimento de 9,5% sobre o mesmo mês de 2009. O número de novas ligações em um ano chegou a 2 milhões de consumidores, média de 166 mil por mês. O consumo médio individual cresceu 3,9% em relação ao mesmo período do ano passado.
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

CAMPO GRANDE

Após cometer roubos no bairro Caiobá, homem morre em confronto com a PM

Ele tinha passagens por homicídio, tráfico de drogas e roubo
Em tratamento contra a dengue, menina precisa de doação de plaquetas
SOLIDARIEDADE

Menina precisa de doação de sangue e plaquetas

Smartphone tem diferença  de preço de até R$ 550 na Capital
PESQUISA

Smartphone tem diferença de preço de até R$ 550 na Capital

Solurb tem 15 dias para mostrar cronograma de restauração ambiental
PRADA

Solurb tem 15 dias para mostrar cronograma de restauração ambiental

Mais Lidas