sexta, 20 de julho de 2018

Natal

Consumidor pode economizar ao 'atrasar' as compras

11 DEZ 2010Por G108h:57

Nos meses que antecedem o Natal, o apelo da chegada do 13º salário e o aumento dos estoques das lojas estimulam o consumidor a deixar o comércio do país mais aquecido do que em qualquer época do ano.

Porém, aquele que resiste à ansiedade e adia as compras para o início do ano seguinte pode encontrar preços mais baixos e até melhores condições de pagamento, principalmente de eletroeletrônicos.

Televisores, videogames, computadores, automóveis e até roupas estão entre os produtos com maior queda de preços verificada nos meses de janeiro nos últimos nove anos, de acordo com levantamento realizado pela Fundação Getulio Vargas (FGV), com base no Índice de Preços ao Consumidor (IPC).

Segundo o consultor financeiro, Alexandre Lignos, do Intelect Gerenciamento Financeiro, se os consumidores conseguirem esperar até março do ano seguinte para fazer as compras, os descontos oferecidos podem ser ainda maiores.

Em se tratando de carros, outros fatores pesam para que os preços fiquem mais baixos nos primeiros meses de cada ano. "Se os carros ficam nas concessionárias, os donos têm de pagar o IPVA [Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores], por exemplo. Como não há muitos consumidores querendo comprar nesta época, os veículos acabam ficando mais baratos do que quando a maioria dos consumidores estava com dinheiro para gastar", justificou Braz. A regra se aplica, segundo ele, não só para os carros novos, mas para os usados também.

Também fica mais barato

No início de cada ano, também ficam mais baratas as passagens de avião, de acordo com Braz. Isso porque, normalmente, há uma leve alta de preços verificada nos meses em que a procura por voos para os meses de férias é maior.

Nessa época, preços de produtos típicos do Natal, como carnes de aves, também recuam. De acordo com a FGV, o frango tipo chester fica, em média, 5,66% mais barato nos meses de janeiro.
 

Leia Também