Campo Grande - MS, segunda, 20 de agosto de 2018

ANEEL

Consumidor pagará em média 17,49% a mais pela energia

6 ABR 2011Por CLODOALDO SILVA/ROSANA SIQUEIRA00h:02

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou ontem. em reunião em Brasília reajuste em média de 17,49% na tarifa de energia dos consumidores residenciais em Mato Grosso do Sul.

Na realidade a agência aprovou alta de 12,33% na tarifa, mas por conta de alta de 5,16% dos componentes financeiros o valor cobrado na conta dos consumidores residenciais ficará em 17,4%, podendo chegar a 18,57% nos consumidores de baixa tensão.

As novas tarifas entrarão em vigor no dia 8 de abril de 2011 para 815 mil unidades consumidoras, distribuídas em 72 municípios do Mato Grosso do Sul.

O efeito médio a ser percebido pelos consumidores cativos da Enersul será de 17,49%.

Confira abaixo os índices que serão aplicados às contas de luz dos consumidores dessa distribuidora.

Baixa tensão (abaixo de 2,3 kV)...................... 18,57%
Por ex: residências

Alta tensão (de 2,3 a 230 kV).........................14,82%
Por ex: indústrias 



Ao calcular os índices de reajuste, a Agência considera a variação de custos que a empresa teve no decorrer do período de referência. A fórmula de cálculo inclui custos típicos da atividade de distribuição, sobre os quais incide o IGP-M e o Fator X*, e outros custos que não acompanham necessariamente o índice inflacionário, como energia comprada de geradoras, encargos de transmissão e encargos setoriais.

O pleito enviado à Agência pela Enersul solicitou efeito médio para os consumidores de 17,56%.Os índices aprovados são o máximo que as empresas podem praticar.

(Atualizada às 11h35min para acréscimo de informações

Leia Também